Prefeito João Henrique conclui montagem da nova equipe de governo

por Carlos Britto // 25 de dezembro de 2008 às 18:41

Com a indicação da subsecretária municipal da Reparação, Maria Alice da Silva, como titular da pasta; do atual secretário de Governo, Pedro Dantas, para a Secretaria de Planejamento, Tecnologia e Gestão (Seplag) e de Neemias dos Reis Santos, atual secretário de Promoção da Cidadania, como ocupante da nova Secretaria do Trabalho, Assistência Social e Direitos do Cidadão  (Setad), o prefeito João Henrique Carneiro (PMDB) dá por encerrada a montagem da equipe de secretários do seu segundo mandato na Prefeitura de Salvador.

Estes eram os três nomes que faltavam para o prefeito fechar o primeiro escalão do novo governo, que, a partir de 2009, reduzirá o número de secretarias de 17 para 11. A emenda aprovada pela Câmara Municipal, que evitaria no reforma administrativa a extinção da Secretaria de Esportes e Lazer (Semel), deverá ser vetada por João Henrique.

Os nomes de Maria Alice, que é da cota do PDT; de Neemias Reis, indicado pelo PSC; e de Pedro Dantas, técnico de confiança do PMDB, só serão confirmados pelo prefeito nesta sexta-feira, 26, quando João Henrique anunciará oficialmente todo o seu secretariado.

Mas fonte palaciana assegurou, nesta quarta-feira, 24, a A TARDE, que o novo secretariado está fechado e dificilmente haverá alguma alteração nas próximas 48 horas.

Perfil técnico – Embora os partidos que apoiaram o prefeito no primeiro turno das eleições – PP, PDT, PSC, PTB e PMDB – tenham assento assegurado no primeiro escalão do governo, a  nova equipe foi montada levando-se em conta, prioritariamente, o perfil técnico dos titulares.

O prefeito, segundo ele mesmo disse quando apresentou o projeto de reforma administrativa, quer evitar os erros da sua primeira gestão, quando teve que contemplar com cargos os nove partidos da aliança que o apoiou. “Com a máquina mais enxuta e menos parceiros haverá uma maior convergência e sintonia nas ações administrativas”, avalia João.

Os aliados que chegaram no segundo turno, a exemplo do DEM do deputado federal ACM Neto e do ex-governador Paulo Souto, serão contemplados com cargos no segundo escalão da administração municipal.

O governo já havia anunciado a permanência, no segundo mandato, dos secretários da Saúde, José Carlos Brito; de Comunicação, André Curvello, e da Fazenda, Flávio Mattos, todos com respaldo do PMDB, o partido do prefeito. Também fica na Secretaria da Educação, o ex-presidente do Instituto de Previdência do Salvador (IPS) e ex-secretário Municipal de Desenvolvimento Social, Carlos Soares.

A Casa Civil, denominação que passará a ter a Secretaria de Governo, terá como titular o atual secretário extraordinário de Relações Institucionais, João Cavalcanti. A Secretaria de Desenvolvimento Urbano, Habitação e Meio Ambiente (Sedham) ficará com o atual secretário municipal da Habitação, Antonio Eduardo dos Santos de Abreu, que é da cota do PP.

Já o atual secretário dos Transportes e Infra-estrutura (Setin), Almir Melo Jr., permanece na pasta, assim como Fábio Mota na Secretaria de Serviços Públicos (Sesp).

O PTB está representado no primeiro escalão pelo vice-prefeito Edvaldo Brito. O tributarista irá atuar nas difíceis  questões municipais com pendências no Poder Judiciário e no Ministério Público, a exemplo do Aeroclube Plaza Show e das barracas de praia.

João Henrique, que ainda faz mistério sobre o segundo escalão, confirmou o nome do atual secretário de Relações Internacionais, Leonel Leal, como seu chefe de gabinete. Leal acumulará a função de assessor de Relações Internacionais.

Fonte: A tarde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.