Prefeito Isaac Carvalho cobra respostas do Governo do Estado sobre projetos para Juazeiro

por Carlos Britto // 30 de maio de 2009 às 13:36

isaac11O prefeito Isaac Carvalho viaja esta segunda-feira (1º de junho) para Salvador junto com o secretário de Infraestrutura, Habitação e Serviços Público do município, Flávio Luiz Ribeiro. Na capital baiana o prefeito e o secretário se reunirão como o secretário estadual de Planejamento, Walter Pinheiro. O objetivo da viagem à Salvador é discutir prioridades para Juazeiro.

Essas reivindicações para o município já foram apresentadas ao governador Jaques Wagner logo no início do governo do prefeito Isaac Carvalho. Entre as necessidades, indicadas como prioridades ao governo do Estado, a serem discutidas com o secretário Walter Pinheiro, estão a distribuição de água na sede e no interior do município; serviços de macrodrenagem; a construção de um novo mercado do produtor; a pavimentação da estrada que liga os distritos de Maniçoba e Itamotinga; a construção de um novo estádio; reforma e ampliação do ginásio de esportes e a construção do parque das cidades.

Prefeito Isaac Carvalho cobra respostas do Governo do Estado sobre projetos para Juazeiro

  1. Feeling disse:

    Caramba que bom ver minha cidade com vontade de crescer… além da Praça da Juventude mais um Parque Urbano, mais um estádio, ou seja serão dois, assim como o Mercado do Produtor…
    Parabéns Prefeito a cada dia me orgulho mais do meu grande Juazeiro!

  2. João Carlos do Juazeiro IV disse:

    Prefeito,

    Reflita.

    Desista de querer transformar uma CIDADE que não quer transformação.

    Esse povo gosta é de fofoca e torcer pela desgraça alheia.

    O povo de Juazeiro fica esperando um programa de rádio pra destruir a Cidade.

    Eu acho que Juazeiro não devia nem ter Prefeito, poderia ser governada por qualquer radialista desses arrogantes, que acham que sabem tudo.

    O programa de oito horas diárias, no formato BATA NO QUE ESTIVER ERRADO, ficando claro de lgo que tudo está errado, sóquem vai estar certo é o radialista, claro.

    No período da manhão estariam abertas as reclamações para os setores de A a J e o restante do Alfabeto fica pra tarde.

    Um mês de férias foi o bastante para que eu ficasse mais irritado.

  3. PAULO HENRIQUE disse:

    E isso ai prefeito vamos fazer essa cidade andar, quero ver uma Juazeiro bem diferente.!!!

  4. JA ESTAMOS NO MEIO DO ANO E NADA MUDOU NA NOSSA CIDADE CARO COLEGA HENRIQUE EU ACHO QUE VOCE VIVI EM OUTRA CIDADE E NAO CONHECE JUAZEIRO OU NAO TEM ANDADO NOS BAIROS ESQUECIDOS DA NOSSA CIDADE ABANDONADA PELA ATUAL GESTAO JA SE PASSARAM SEIS MESES TEMPO SUFICIENTE PARA A ATUAL GESTAO ENTENDER OS ANCEIOS DA POPULAÇAO ESQUECIDA DOS BAIRROS DE JUAZEIRO

  5. Padilha disse:

    Entre os dois comentários acima , fico com o de Feeling. Ele, além de positivo, é esperançoso. O comentário do João Carlos do IV, mostra o que temos de evoluir ainda, com a Democracia. Em todo segmento de imprensa sem vai ter os sérios e os oportunistas. Isto em todo segmento, inclusive TV.
    Em Juazeiro sempre foi assim, se o prefeito investe na TV local o seu departamento de jornalismo começa a tratar melhor o seu anunciante, ora fazendo elogios a determinadas atitudes políticas ora, se fazendo de surdo para os reclames da população. No caso da TV local deve-se lembrar que praticamente 100% dos seus funcionários eram torcederores da candidatura de Isaac ( até por que a Juagro foi praticamente o maior anunciante da TV no ano de 2008, onde se pregava que um rapaz de origem humilde mas com uma disposição e inteligência fora do comum seria o Salvador da Pátria em Juazeiro).
    Na imprensa escrita e falada ocorre a mesma coisa, com poucas exceções e entre estas , se coloca a Radio Juazeiro.
    Não tenho procuração da mesma para defendê-la, mas tenho lembranças e senso ético. A sua diretoria nas pessoas de Osvaldo e Margarida Benevides sempre se pautaram pela isenção política, sendo Margarida procurada por várias agremiações partidárias para ser candidata a vice ou até mesmo prefeita. No campo do Jornalismo da Rádio Juazeiro, ocorre a mesma postura de distanciamento político apesar de vários profissionais da Rádio já terem trabalhados ou que ainda trabalham para partidos ou políticos, a exemplo.
    Geraldo Messias ( trabalhou para Rivas e Misael)
    Jean Rego ( trabalhou para Joseph e agora pra Isaac)
    Wiston Montecarlo ( foi locutor da campnha de Pedro Alcântara)
    Ramos Filho (trabalhou pra Joseph e Flor de Maria)
    Paulo Cesar (trabalhou pra Joseph e agora pra Isaac).
    Nota-se nesta relação, que falta Geraldo José. Isto por que, que eu saiba, o mesmo nunca trabalhou para político nenhum, apesar de assediado por todos. E, acredito, que este jornalista, é que seja o alvo das críticas postadas acima. Estas mesmas críticas já ouvi de todos eleitores de todos políticos de Juazeiro. De eleitores de Rivas, Misael, Joseph, Jorge Khoury, etc. dizendo que este Geraldo José pega pesado. Na eleição que Misael ganhou para Joseph, o pessoal de Joseph dizia que o mesmo perdeu a eleição pois Geraldo José batia muito no seu governo. Nesta última eleição os eleitores de Misael disseram que o mesmo perdeu a eleição por que Geraldo José bateu muito em seu governo, diziam até que ele trabalhava a favor de Isaac.
    Como não tenho procuração para defender a Rádio Juazeiro também a não tenho para defender Geraldo José. Mas, para o bem da informação séria, da ética e da responsabilidade cabe a mim fazê-lo.
    Ouço a Rádio Juazeiro todos os dias, principalmente o Programa Sem Fronteiras e o Repórter 1190, concordo que as vezes podem ocorrer excessos jornalísticos, mas que os mesmos são minimizados pelo bem que faz a população o Programa Sem Fronteiras.
    Vai começar o sexto mês do Governo da Mudança, é pouco tempo para julgar com relação a obras sim, mas é muito tempo para serviços de pequenas intervenções para o bem da população, fato que não vem ocorrendo.
    Vale lembrar, que os verdadeiros porta voz do povo são os vereadores. Que, quando o povo elege o mesmo é para ser o seu fiscal mas, como a maioria cai na rede das benesses do poder, o povo fica sem voz e, aí só resta a Rádio Juazeiro, principalmente no Programa Sem Fronteiras, para que a população possa cobrar aquilo que os políticos e principalmente o que o atual prefeito prometeu, o que não foi pouco, mas continuo esperançoso.
    Parabens a Radio Juazeiro, Geraldo José, e os demais funcionários da mesma, pela coerência e postura que vcs tem com os cidadãos juazeirenses.
    Saudações democráricas a todos…

  6. Feeling disse:

    AFF Padilha deu preguiça de ler… rsrs mas obrigaduhh pelo elogio!

  7. Feeling disse:

    ALVINO CORREIA DE SOUZA no minimo deve ser um Presidente de Bairro, esses nunca vão estar satisfeitos pode ter o Lula como prefeito ou até mesmo o Obama… nunca será o bastante… concordo até em pontos que ele coloca, tipo os problemas dos bairros mas dizer que nada mudou… é muita falta de senso! Meu caro abra os olhos e saiba que em seis meses é impossivel em qualquer lugar DO MUNDO resolver os anseios de qualquer população, os problemas serão infinitos!

    João Carlos é outro… se é pessimista meu caro se mude para Chorrochó ou Abaré ou até mesmo Curaçá que é mais próximo…
    Meu DEUS falar que Juazeiro nem era para ter prefeito é o cúmulo da falta de senso e atestado de loucura, isso percebe – se ao decorrer de seus “bendito” comentário.

    Ps:. Alvino de Souza anseios é com “s”
    Abraço.

  8. Pedro Militão Filho disse:

    Senhor João Carlos de Juazeiro IV- Atual, D. José Rodrigues

    Como Lider comunitário, lhe aconselho , que faça uma leitura na constituição federal, o senhor está demonstrando total desconhecimento, o que é democracia,” Todo poder emana do povo e em seu nome é exercido” os meios de comunicação de nossa cidade está de parabens, ” Radio Juazeiro, Radio Cidade e a TV. São Francisco”

    Atenciosamente,

    Pedro Militão
    Lider Comunitário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *