Policiais militares desbaratam comércio ilegal de aves silvestres na feira do Ouro Preto

5

IMG_8741_640x427Policiais miliares da Rocam e da Patrulha dos Bairros, em Petrolina, apreenderam na manhã de ontem (5) diversas aves oriundas da caatinga que estavam sendo comercializadas ilegalmente na feira livre do Bairro Ouro Preto, zona oeste da cidade.

Por meio de uma denúncia anônima, os policiais foram até o local e comprovaram o fato.

Segundo informações, as aves encontradas estavam em condições críticas. As espécies são o azulão (Cyanoloxia brissonii), cardeal do Nordeste (Paroaria Dominicana), rolinha-picuí (Columbina Picui), tuim (Forpus Xanthopterygius), tico-tico (Zonotrichia capensis), colerinha (Sporophila caerulescens), entre outras.

Todas foram encaminhadas para o Centro de Conservação e Manejo de Fauna (Cemafauna), onde receberão os cuidados necessários, e posteriormente reintegradas na natureza . Não há informações se os responsáveis pelas aves foram autuados em flagrante. Comercializar animais silvestres é crime e a punição está prevista no decreto nº 3.179, de 21 de setembro de 1999, sujeita a multa de até R$ 5 mil. (Foto: Wesley Lopes)

5 COMENTÁRIOS

  1. Pessoas más essas que comercializam animais, no entanto o pior é de todos, é aquele que compra e leva para casa, achando que vai cuidar!
    Será que essas pessoas que compram e criam animais, gostariam de ficar presas pelo menos uma hora cantando para o delegado!?!?

  2. era bom se esses que faz esse tipo de maldade,fica-se 24horas preso em uma gaiola ai ele ia sentir o que os animais sente.Deus de asas para eles voa e nao viver preso

  3. Parabéns ao militares petrolinenses, Por libertar as aves silvrestres no bairro de Ouro Preto. essa práxis deve ser sempre combatida aos que gostam de praticar esse comécio ilegal contra a natureza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome