Policiais Militares de Pernambuco denunciam más condições de trabalho

por Carlos Britto // 27 de janeiro de 2012 às 08:10

Policiais Militares de Pernambuco estão saindo às ruas com coletes à prova de bala vencidos, mas o uso continua no trabalho ostensivo. Além disso Cerca de 70% dos militares estão trabalhando desprotegidos, denuncia a Associação de Cabos e Soldados de Pernambuco (ACS-PE).

Segundo Renilson Bezerra, presidente da ACS, além dos coletes vencidos, existem relatos que os batalhões do interior do Estado sequer dispõem do equipamento para os policiais usarem nas ruas. Associados relataram que foram recolhidos todos os coletes, porque venceram no mesmo período e os policiais estão saindo às ruas sem nenhuma proteção. Só com a farda.

Bezerra ouviu relato de colegas de trabalho que estão sofrendo pressão para irem às ruas, a fim de  evitar punições. “O regime militar é arcaico. Se o policial se recusar a sair nas ruas, devido à falta de equipamentos de segurança, pode receber um processo administrativo. Nosso trabalho é muito arriscado e agora, sem a proteção desses equipamentos, não sabemos se voltamos vivos”, disse Bezerra.

Para o presidente da ACS-PE, a SDS falhou em não ter aberto licitação. “Isso acontece porque os coronéis não estão nas ruas, arriscando suas vidas, no combate ao crime. Só fazem trabalhos burocráticos e ainda não executam com competência”, desabafa o presidente da ACS, que cita que um policial já ficou tetraplégico por não usar o colete.

“O estado ainda disse que ele vai receber a aposentadoria por invalidez pelo tempo de serviço, ou seja, proporcional a 12 anos de trabalho. Nós estamos processando o estado para que pague a aposentadoria integral, já que ele não pode ser penalizado, pois exigiram que ele fosse às ruas sem colete”, finalizou.

A Associação denunciou a SDS ao Ministério Público Estadual na última quinta-feira (26).

Justificativa

Em nota a SDS admitiu que pode haver coletes vencidos nos batalhões da PM e afirmou que está realizando um levantamento sobre o estado dos equipamentos de proteção.

Informou que vai disponibilizar 20 novos coletes para os policiais da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam) e que está elaborando uma ata de registro de preços com a Polícia Rodoviária Federal para adquirir 4.630 coletes.

A secretaria disse também que ainda não definiu prazos para substituição dos coletes vencidos, nem comentou sobre as exigências de obrigar os PMs a saírem às ruas sem os equipamentos necessários para proteção. (De Agência)

Policiais Militares de Pernambuco denunciam más condições de trabalho

  1. francisco disse:

    O COMBATE AO CRIME, UMA DAS VITRINES DO ATUAL GOVERNADOR POR MEIO DO “PACTO PELA VIDA”, NÃO PODERIA SE PASSAR POR UMA QUESTÃO DESTA,DEIXAR OS POLICIAIS DISPROVIDOS DE EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL,TORNANDO-OS AINDA MAIS VULNERÁVEIS FRENTE A CRIMINALIDADE CADA VEZ MAIS APARELHADA É UM ABSURDO.

    1. Indignado com a segurança pública de Pernambuco. disse:

      Isso é uma vergonha, pra vcs terem idéia da falta de PMs nas ruas, ainda existe cidades no interior do Estado com cerca de 20 a 40 mil habitantes com apenas 2 ou 3 PMs de plantão. Governador, Cadê a convocação dos 1600 aprovados em todas as etapas do concurso da PMPE ?

    2. Indignado com a segurança pública de Pernambuco. disse:

      Presidente, nó da comissão dos aprovados no concurso da PMPE estamos aqui para lhes agradecer pelo apoio e suporte que o senhor vem dando a todos PMs do Estado. E gostaríamos se possível que o amigo cobrasse do Governador em suas falas a convocação dos 1600 aprovados no concurso da PMPE p/ ajudarmos a diminuir essa flata de vergonha.
      Um forte abraço e sucesso.

  2. marcilio Barros disse:

    Não muito diferente esta a policia civil de Pe, que esta trabalhando com um efetivo minimo,enquanto existe quase 2000 reservas aguardando somente realizar a ACADEPOL para ajudar a diminuir os indices de criminalidade em PE!!!!

  3. joelson disse:

    Isso é gravíssimo , e a SDS trata o assunto como se nada estivesse acontecendo , com certeza alguém errou nesse caso e deveria ser responsabilizado , sem falar de fardamento cujo fornecimento é obrigação do estado e a anos os policiais são obrigados a comprar .

  4. PMBA disse:

    meu amigo, o negócio aí tá em bom! na Bahia tem colete com 10 anos de vencimento!

  5. Osvaldo disse:

    Coletes vencidos ? Como alimento ??? COLETES ???

    1. PMBA disse:

      meu amigo…até silicone nos peito das nega vence! kkkk

  6. Egnaldo disse:

    semana passada tinha uma viatura para no posto asa branca com os pneus cheio de lixo enganchado nos arames dos pneus e muita coragem de um policial ir para uma ocorrencias com aquela viatura

  7. Observador disse:

    Na polícia de Pernambuco pelo menos existe apenas alguns coletes nesta situação e na PM da Bahia que além de coletes na mesma situação que foi feita a denuncia da PM/PE existe um defict de armamento e viatura que não pode comparar com o da vizinha cidade pernambucana. Recentemente foi implantado na cidade de Juazeiro o Pacto pela vida e o investimento que o Governo Estadual mandou para as CIPM’s (Companhia Independente de Policia Militar), foi tão somente os adesivos para serem colocados nas viaturas que estão em péssimas condições. Esse mês chegou uma determinação do Comando Geral para economizar o combustível das viaturas, reduzindo a verba para um valor bem abaixo do que era disponibilizado para as CIPM’s.

  8. pedro vinicius disse:

    Recife está virando terra sem lei, assaltos a banco, chacinas, policiais morrendo, trabalhadores vitimas de latrocínios, a arena da copa em greve, massacre na Boa vista e o Sr governador continua a viajar, vai Dudu, continua assim, Pacto pela vida está se transformando em pacto pela morte, cade a policia militar ? cade o poder publico ?

    E quem é que vai trabalhar com um estimulo desses ?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *