Policiais Civis do Nordeste fazem paralisação em protesto por mais vacinas

0
Em Pernambuco e em outros estados no Nordeste, os policiais civis cruzaram os braços na manhã desta quinta-feira (18), em protesto por mais vacinas para a categoria. Segundo eles, todos estão expostos de forma “negligente” à Covid-19. No protesto, os policiais também cobraram por Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), como “mínimas condições de trabalho e contra a retirada de direitos da  PEC 186“.
O ato teve apoio de toda a categoria e o movimento também aconteceu em outros estados do Nordeste, como a Bahia, Paraíba, Alagoas, Sergipe, Rio Grande do Norte, Piauí e Maranhão. De acordo com o presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE), Rafael Cavalcanti, durante o período do movimento diversos serviços não foram cumpridos nesses estados.
Em Pernambuco, por exemplo, foram suspensos a Confecção de Boletim de Ocorrência (BO), lavratura de flagrante, lavratura de TCOs, intimações, depoimentos, interrogatórios, ouvidas, investigações, cumprimento de mandados de prisão, e todo e qualquer serviço, ordinário ou extraordinário dentro das delegacias, com exceção do Instituto Médico Legal (IML). Todas as delegacias de polícia do Estado tiveram os serviços administrativos paralisados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

treze − 1 =