Policiais Civis do Nordeste fazem paralisação em protesto por mais vacinas

por Carlos Britto // 19 de março de 2021 às 08:00

Em Pernambuco e em outros estados no Nordeste, os policiais civis cruzaram os braços na manhã desta quinta-feira (18), em protesto por mais vacinas para a categoria. Segundo eles, todos estão expostos de forma “negligente” à Covid-19. No protesto, os policiais também cobraram por Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), como “mínimas condições de trabalho e contra a retirada de direitos da  PEC 186“.

O ato teve apoio de toda a categoria e o movimento também aconteceu em outros estados do Nordeste, como a Bahia, Paraíba, Alagoas, Sergipe, Rio Grande do Norte, Piauí e Maranhão. De acordo com o presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE), Rafael Cavalcanti, durante o período do movimento diversos serviços não foram cumpridos nesses estados.

Em Pernambuco, por exemplo, foram suspensos a Confecção de Boletim de Ocorrência (BO), lavratura de flagrante, lavratura de TCOs, intimações, depoimentos, interrogatórios, ouvidas, investigações, cumprimento de mandados de prisão, e todo e qualquer serviço, ordinário ou extraordinário dentro das delegacias, com exceção do Instituto Médico Legal (IML). Todas as delegacias de polícia do Estado tiveram os serviços administrativos paralisados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.