Polícia prende mulher acusada de tentar sequestrar menina de três anos na Vila Eduardo

4

IMG-20151024-WA0020Policiais de Petrolina prenderam neste sábado (24) Maria Ângela de Vasconcelos. Ela é acusada de tentar sequestrar uma menina de três anos na Rua Castelo Branco, Vila Eduardo, na zona leste da cidade.

Segundo informações, a babá da criança foi pegar o almoço em um restaurante, na mesma rua, junto com a criança. No momento de distração da babá, a mulher se aproveitou e tentou levar a criança, mas uma ajudante de cozinha que trabalha no restaurante conseguiu impedi-la e acionou uma equipe do 5º BPM.

Maria Ângela, segundo a funcionária do restaurante, já tinha tentado sequestrar outra criança. A acusada foi conduzida para a Delegacia de Polícia Civil (DPC), onde ficará à disposição da justiça. (foto/divulgação)

4 COMENTÁRIOS

  1. Já é a segunda vez que ela tenta sequestrar uma criança. Quando será punida? Quando finalmente conseguir destruir uma família??? Será que duas tentativas não são o suficiente? Sequestrar crianças na minha humilde opinião é crime dos mais hediondos. Eu sou sim a favor da pena de morte para esse tipo de crime.

    • Retardada.. Tem que colocar pena de morte pra pessoas como voce, que apenas le uma reportagem e fala um bucado de asneira. Entenda o caso primeiro, procure saber oq ocorreu, antes de falar merda.

      A acusada tem problemas mentais, e com certeza nao queria pegar criança simplesmente por pegar, na sua cabeça ela deve ter fantasiado que a filha era dela ou algo do tipo.

      • Eu sou sobrinha dela, minha tia é de Brasília. Ela saiu daqui com um homem, e foi parar em Petrolina. Ela tem problemas mentais há bastante tempo. A família não tem condições financeiras, mas estão pensando como fazer para buscá-la. Quanto à tentativa de sequestro, posso afirmar que ela pensou na criança como filha, pois ela tem filhos aqui e provavelmente não deve saber como lidar com a distância deles. Eu sei que a situação é complicada, mas peço que não a julguem só pelo que a mídia conta do caso. Nós lamentamos o que aconteceu, e a família está pensando no que fazer para buscá-la.

  2. Eu tive o contato com ela sexta a noite pois a mesma ia passando na areia branca próximo a residência que eu estava e ela parou pra conversar e ficou falando coisas sobre coisas demonstrando não ter um juízo perfeito a mesma mim pareceu ser louca seria bom a policia procurasse levar um psiquiatra ate a delegacia pois eu acho que a mesma precisa de um tratamento psiquiátrico ela não mim demonstrou ser uma pessoa normal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome