Polícia Federal deflagra operação contra pistolagem e lavagem de dinheiro

por Carlos Britto // 09 de agosto de 2022 às 14:00

Foto: PF

A Polícia Federal (PF) em Pernambuco deflagrou na manhã de hoje (9) a fase ostensiva da investigação denominada Operação ‘Curica’, com a finalidade de dar cumprimento a 14 mandados de busca e apreensão, nove mandados de prisão temporária, além do sequestro de bens móveis e imóveis, nas cidades do Recife e Serra Talhada, além de Sorocaba (SP) e Campo Grande (MS).

A investigação da PF iniciada no final de 2020, apura as ações de um grupo criminoso comandado por um suposto empresário pernambucano do ramo de hotéis, motéis e postos de combustíveis, especializado na prática de crimes de usura (agiotagem), pistolagem e de lavagem de dinheiro.

Durante a fase sigilosa da apuração, identificou-se que somente nos últimos cinco anos o grupo criminoso movimentou cerca de R$ 130 mil por meio de contas bancárias de seus integrantes e de terceiras pessoas cooptadas com essa finalidade (laranjas), sem qualquer comprovação da origem lícita dos valores. Também foram identificadas diversas pessoas jurídicas criadas pela organização com a única finalidade de facilitar a lavagem dos valores obtidos com as práticas ilícitas.

Dentre os principais envolvidos nas ações criminosas do grupo investigado, foram identificados um militar do Exército Brasileiro e um policial federal, ambos alvos de mandados de busca e apreensão, em seus principais endereços, e de prisão temporária. Durante o cumprimento das ordens judiciais nesta data a PF apreendeu veículos, valores em espécie, cheques bancários, equipamentos de informática, armas de fogo, jóias e bens de luxo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.