Podutores rurais serão capacitados em Petrolina

por Carlos Britto // 03 de março de 2009 às 12:13

Com a finalidade de formar futuros empreendedores rurais, a Prefeitura de Petrolina, através da Secretaria de Desenvolvimento Rural, em parceria com o Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) e o Sest/Senat, vai desenvolver na zona rural de Petrolina o projeto Formação Profissional Rural-FPR. A iniciativa visa integrar trabalhadores rurais assalariados, autonômos e produtores rurais em regime de economia familiar através da oferta gratuita de uma série de cursos de capacitação.

Antes de iniciar o projeto, o Secretário de Desenvolvimento Rural, Pedro Henrique de Oliveira dividiu as 108 associações do município, em 10 núcleos. “A capacitação será determinada pelos moradores de acordo com sua aptidão. Na verdade queremos proporcionar ao aprendiz uma educação profissional básica para atividades produtivas no meio rural”, explicou.

O projeto consiste em cursos realizados em horário alternativo. Os participantes, além de receber almoço, lanche da tarde e transporte, terão oportunidade de aprender noções e técnicas de pecuária e agricultura, ética e cidadania, monitoramento da saúde, prestação de serviços (costureira, jardineiro, pedreiro), aqüicultura (piscicultura). Serão ensinadas ainda noções de trabalho com planilha de custos e vendas, artesanato, associativismo, agroindústria e alimentação. No final, 6.455 associados receberão certificados.

No próximo dia 18, o Secretário se reunirá com os líderes de cada núcleo para definir os cursos que serão monitorados nas Associações. Os núcleos zoneados são: Capim, Izacolândia, Caititu, Simpatia, Cruz de Salinas, Urúas, Pau-Ferro, Rajada, Rio Jardim e Ribeirinha.

Fonte: Ascom PMP

Podutores rurais serão capacitados em Petrolina

  1. Bastante louvável a iniciativa do Sr. Secretário Pedro Henrique, de Desenvolvimento Rural, tendo em vista que a Agricultura Familiar representa 75 a 85% da Produção Agrícola Nacional e 40% do Pib Agrícola do Brassil. Esses treinamentos, são sempre oportunos, para que os pequenos produtores, apreendam o conhecimento tecnológico necessário para as Boas Práticas Agropecuárias, com o objetivo de alcançar índices de produção desejáveis nos seus Arranjos Produtivos e buscarem melhores resultados no agronegócio.
    José Batista da Gama – Professor de Extensão Rural do IFET.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *