PF cumpre mandados de prisão em operação de suposto esquema de venda de sentenças na BA

1
Foto: A Tarde

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta segunda-feira (14) duas novas fases da Operação ‘Faroeste’, que apura um suposto esquema de venda de sentenças por juízes e desembargadores do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA). Segundo informações do jornal A Tarde, o gabinete do secretário de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), Maurício Barbosa, é um dos alvos da investida. 

São investigados possíveis crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de ativos, evasão de divisas, organização criminosa e tráfico de influência. A ação ocorre por determinação do ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que decretou a prisão temporária de duas desembargadoras, Ilona Márcia Reis e Lígia Maria Ramos Cunha Lima, e a preventiva do operador de um juiz.

De acordo com a PF, também há indícios da participação de membros de outros poderes, que, segundo a corporação, operavam a ‘blindagem institucional’ dos ilícitos. Além de magistrados e servidores do Tribunal de Justiça, membros e servidores do Ministério Público do Estado da Bahia (MPBA), servidores da SSP-BA e advogados também são alvos da operação.

A Polícia Federal cumpre 36 mandados de busca e apreensão nas cidades de Salvador, Barreiras, Catu e Uibaí, na Bahia, e em Brasília, no Distrito Federal.

1 COMENTÁRIO

  1. Com um judiciário podre que temos no Brasil, onde desembargadores, juízes e promotores, que deveriam ser exemplos de HONESTIDADE, são os que, juntamente com os políticos, dão os maiores MAUS exemplos do crime realmente organizado, nós, cidadãos comuns, somos os alvos das maiores INJUSTIÇAS praticadas por essa gentalha GANANCIOSA! Triste realidade para todos nós que pagamos impostos caros, para bancar o luxo desses LADRÕES!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

10 − um =