Petrolinense se reinventa para gerar renda na pandemia e comercializa máscaras em rotatória de Petrolina

2

Habituado ao comércio de frutas e legumes, o petrolinense Raimundo Pereira, é um dos milhares de trabalhadores que precisou se reinventar para enfrentar a difícil crise provocada pela covid-19. Sem condições de manter sua antiga atividade, Raimundo encontrou em meio à crise, uma oportunidade para manter as contas em dia.

Vendo as contas se acumularem, Raimundo fez um investimento de cerca de R$ 3 mil reais e não pensou duas vezes ao acreditar que o comércio das máscaras poderia ser a saída de sua crise. Ele conta com ajuda de sua esposa que fabrica as máscaras comercializadas por ele na rotatória da orla de Petrolina.

Raimundo conta que leva a sério a nova atividade e “bate ponto” no local todos os dias das 8h às 18h. Ele conta ainda que o negócio deu certo e atualmente consegue vender em média cerca de 150 máscaras por dia o que garante uma boa renda.

É um momento muito difícil para todos nós nê. Graças a Deus eu não perdi ninguém, mas a gente sabe que as coisas são sérias e que tem muita gente morrendo. Não gostaria de estar aqui, a verdade é essa, mas preciso e estou conseguindo ganhar bem pelo meu trabalho agora”, disse.

Além de comercializar as máscaras na orla da cidade, Raimundo e a esposa também atendem encomendas que podem ser feitas através do número: (87) 98862-3257.

2 COMENTÁRIOS

  1. O comércio era para estar fechado mas com vendas on line, fazendo entregas imediatas. As lojas de roupas que estão fazendo isso não deixaram de faturar. Hoje até um ventilador em Petrolina ou opita em comprar em supermercados ou compra pagando fretes caros e receber com um mês depois. Os comerciantes reclamam do prefeito mas não tem se reiventado, buscado solução para continuar com suas vendas de forma segura, a tecnologia está aí e muitos necessitando comprar e estão comprando mas de fora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome