Petrolina terá subsede do Sindicato dos Enfermeiros de PE e nova gestão promete novos rumos para categoria

0

Petrolina passará a contar com uma subsede do Sindicato dos Enfermeiros do Estado de Pernambuco (SEEPE). A inauguração da entidade acontecerá nesta sexta-feira (21), na Rua das Laranjeiras, Centro da cidade, às 16h, com a presença da atual presidente e da secretária-geral do SEEPE, respectivamente Ludmila Outtes e Joana D’arc Pinheiro.

Principal cidade do Sertão, Petrolina se juntará a outras três cidades onde o sindicato pretende interiorizar suas ações a partir de subsedes: Carpina (Zona da Mata), Afogados da Ingazeira (Sertão do Pajeú) e Caruaru (Agreste).

De acordo com Ludmila Outtes, as últimas gestões do SEEPE concentraram sua atuação no Recife, apesar de o sindicato ser estadual. “A atuação das gestões era muito centrada no Recife. E uma das nossas propostas de campanha era interiorizar o sindicato, ramificar as ações para que os enfermeiros do Interior também fossem contemplados com a presença do sindicato”, explicou.

A chapa de Ludmila, que fazia oposição, venceu o pleito realizado em julho deste ano e comandará a entidade para o triênio 2018-21. Ela assumiu o cargo no dia 17 do mesmo mês, com desafios que não são poucos – a começar pela estrutura que recebeu da gestão passada. “Recebemos o sindicato bastante sucateado, com uma dívida gigantesca. Então a gente está trabalhando ainda na reestruturação do sindicato. A ideia é que, na medida em que formos conseguindo equilibrar a questão financeira, a gente vai ampliando as subsedes”, declarou.

Luta

Além de resgatar a credibilidade do SEEPE junto à categoria, já que muitos enfermeiros não percebiam a atuação da entidade justamente por conta de sua pecha “metropolitana”, a luta da atual gestão é pela valorização dos profissionais. Quem garante isso é Joana D’arc Pinheiro. “Estamos apenas há dois meses à frente do sindicato, mas vamos tentar procurar fazer com que nossa profissão seja mais reconhecida”, frisou.

Ela afirma que entre os principais obstáculos da categoria estão as condições de trabalho inadequadas e a remuneração salarial incompatível com a jornada a qual os enfermeiros são submetidos, o que acaba afetando a saúde de muitos profissionais da área. Outro item priorizado pela atual gestão será a implantação de um piso salarial dos enfermeiros. Atualmente, segundo o SEEPE, existem 12 mil profissionais em todo o Estado.

Além de Ludmila e Joana, também integram a nova diretoria do sindicato os seguintes membros: Tatiana Ferreira (diretora financeira); Karina Albuquerque (diretora de imprensa); Carmela Alencar (diretora de assuntos jurídicos); Nancy Melo (diretora de organização); Lucicleide Costa (diretora de formação); Alexsandro Lima (diretor de Esporte e Lazer); Roberto Kenned (Diretor de Saúde do Trabalhador); Judicléia Marinho e Alice Salvino (suplentes da diretoria); Kiara Lira, Monique Feitosa e Marister Reis (titulares do Conselho Fiscal); Sylvanna Alves (suplente do Conselho Fiscal); e João Wanick (assessoria jurídica).

Os contatos do SEEPE são o site (www.seepe.org.br) e o telefone (81) 3221-4457/99913-1240. Quem desejar, também pode seguir o sindicato pelas redes sociais: Facebook (seepe.depernambuco), Instagram (seepedepermabuco) e Twitter (seepe).

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome