Petrolina passa dos 17 mil infectados pela Covid-19, tem mais 3 óbitos e ocupação das UTIs permanece acima dos 90%

2
Foto: Ascom PMP/SMS divulgação

Com mais 97 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19), Petrolina chegou ontem (5) à marca dos 17.093 infectados pela doença. Em contrapartida, curas clínicas somam 14.552, o que corresponde a 85,1% dos casos. Os números estão no boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Ainda segundo a pasta, a taxa de ocupação dos leitos de UTI continua elevada: 90,90% da capacidade. Dos 44 leitos disponíveis, 40 estão com pacientes. Desse total, 25 são de Petrolina e 15 de outras cidades da região.

Dos novos casos, 94 foram confirmados através de testes da prefeitura e os outros três a partir de exames laboratoriais. São 38 pessoas do sexo masculino, com idades entre três meses a 76 anos, e 59 pessoas do sexo feminino, entre seis e 80 anos.

Petrolina também registrou três mortes. Os pacientes são uma mulher de 73 anos, que tinha histórico de comorbidades e estava internada em um hospital público da cidade. Ela faleceu na última quinta (4). O outro é um homem, também de 73 anos, falecido no mesmo dia. Ele estava em um hospital público e tinha comorbidades. O terceiro registro foi de mais um homem, de 61 anos, que não apresentava histórico de comorbidades. A morte foi no dia 17 de fevereiro. O município tem agora 209 mortes em decorrência da Covid-19.

Mais detalhes

Dos casos investigados, a SMS monitora 1.397 pessoas com possibilidade de estarem infectadas.  Quanto aos casos por raça/cor, dos novos infectados oito são pretos, um indígena, 69 pardos, um amarelo, 16 brancos e dois não declararam a raça. Sobre casos descartados, Até agora, 70.989 pessoas que foram testadas tiveram resultados negativos. Já os casos ativos são 2.332 até o momento. Todas as informações sobre a pandemia na cidade também estão disponíveis no site da prefeitura.

2 COMENTÁRIOS

  1. A nomeação dos 92 aprovados no concurso da Guarda Municipal, prometida pra fevereiro passado pelo prefeito Miguel Coelho, ajudaria muito nesse papel de fiscalização, mas pelo visto a Segurança Pública não é prioridade desse governo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

um × 5 =