Petrolina e Juazeiro completam um ano de vacinação com bons resultados

por Carlos Britto // 19 de janeiro de 2022 às 21:40

Foto: Ascom PMJ/Sesau divulgação

Petrolina (PE) e Juazeiro (BA), as duas mais importantes cidades do Vale do São Francisco, completaram nesta quarta-feira (19) um ano de vacinação contra a Covid-19. As autoridades sanitárias tanto de uma quanto de outra cidade fazem uma avaliação positiva dos resultados alcançados até o momento – pelo menos dentro daquilo que foi possível ser feito.

Em Petrolina, mais de 270 mil pessoas já receberam a primeira dose da vacina. Desse total, mais de 93% estão com o esquema vacinal completo, ou seja, receberam as duas doses. Para que essa marca fosse alcançada, inúmeras estratégias tiveram que ser montadas pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para atender as demandas e vacinar o mais breve possível os públicos preconizados.

Dentro das medidas adotadas, foram seguidos os critérios de prioridade de vacinação, iniciado com profissionais de saúde, idosos em abrigos, passando pela população em geral seguindo a faixa etária, chegando até o público de 12 anos. Com a meta de atingir o maior número de pessoas, a pasta implantou diversos pontos fixos e de drive-thru. No mês de setembro passado, o município realizou a Virada Vacinal, que contou com 24 horas ininterruptas de imunização. Recentemente, houve a implantação do carro da vacina, que segue levando até as comunidades mais distantes a vacina que protege contra a Covid-19. Além disso, as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) também estão aptas a aplicar as doses. Essas e outras medidas fizeram a cidade ultrapassar a marca de 533 mil doses aplicadas, graças aos mais de 300 profissionais envolvidos nesse trabalho.

Do outro lado da Ponte Presidente Dutra, Juazeiro atingiu a marca de mais de 341 mil doses aplicadas dos imunizantes. Os dados do vacinômetro desta quarta indicam que 97% da população com 12 anos ou mais já tomaram a primeira dose da vacina, 82% já receberam a segunda dose e 16% já tomaram a dose de reforço. A cidade baiana, a exemplo da cidade pernambucana, já iniciou a vacinação de crianças de 5 a 11 anos que integram o grupo prioritário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.