Pernambuco é o quarto Estado do Nordeste em denúncias de assédio eleitoral

por Carlos Britto // 27 de outubro de 2022 às 14:00

Foto: Alexandre Aroeira/Folha de PE

Pernambuco é o quarto Estado do Nordeste em número de denúncias de assédio eleitoral, com 32 queixas neste segundo turno, segundo o Ministério Público do Trabalho (MPT). O Estado fica atrás da Paraíba, que lidera o ranking da Região, com 49 reclamações. Já o Maranhão tem o menor número de casos com 10 casos denunciados. Ainda de acordo com o Orgão, o total na Região, pelo menos até ontem (26), chegou a 276. De acordo com o MPT, os números na Região crescem diariamente. Na última sexta-feira (21), por exemplo, a quantidade de empresas denunciadas em Pernambuco chegou a 20, passando para 24 na terça-feira seguinte e ontem a soma chegou a 27. E vale ressaltar, a maioria delas localizadas no Recife.

Para a procuradora do trabalho em Pernambuco, Melissa Carvalho Mesel, o cenário é inédito na história eleitoral do País. “A denúncias estão chegando de uma forma exponencial, crescendo rapidamente em um cenário que era impossível de prever”, afirmou.

Ainda de acordo com a procuradora, há fatores que contribuíram para que houvesse o aumento das denúncias por parte de quem sofreu os assédios, um deles seria a ampla campanha de esclarecimento sobre o assunto que o MPT tem feito desde o início da campanha deste ano, reforçando, inclusive, que as pessoas podem denunciar de forma anônima.

Há também outro fato, segundo ela, que justifica o aumento: as medidas repressivas do MPT. Desde agosto foi criado um grupo para tratar especificamente dos casos de assédio eleitora. “Uma vez realizada a denúncia, ela é distribuída de forma imediata a um dos procuradores para que ele faça a apuração, já expedida a recomendação à pessoa assediadora para que ela saiba que a conduta é ilícita e regularize a prática”, explicou Melissa. (Fonte: Folha/PE)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.