Pernambuco confirma mais 4 casos da variante Delta; um deles, no Sertão

por Carlos Britto // 02 de setembro de 2021 às 14:00

Foto: Miva Filho/SES-PE

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) recebeu mais uma rodada de sequenciamento genético de amostras de pacientes confirmados para a Covid-19 em Pernambuco, feito pelo Instituto Aggeu Magalhães (IAM/Fiocruz). Das 89 amostras sequenciadas, quatro (4,5%) apresentaram a variante Delta. As amostras foram de pacientes provenientes das cidades de Olinda (1), Ipojuca (1), Caruaru (1) e Araripina (1). As coletas dos materiais biológicos para esta rodada de sequenciamento genético ocorreram entre os dias 25 de julho e 18 de agosto.

Entre os quatro casos confirmados, dois foram em homens e os outros dois em mulheres, com idades entre 24 e 34 anos. Todos os pacientes foram notificados no sistema de informação dos casos leves. Os municípios de origem foram orientados a investigar e acompanhar os casos. Até agora, o Estado totaliza 14 pernambucanos infectados por essa linhagem.

O resultado aponta que a variante Gama, também conhecida como P.1, é predominante no Estado, ratificando mais uma vez a sua prevalência no território pernambucano. Dentre os 89 genomas, 85 (94,5%) foram identificados como da linhagem Gama ou suas sublinhagens.

As amostras coletadas nesta rodada de processamento eram de pacientes dos municípios de Aliança, Bodocó, Petrolina, Araripina, Ipubi, Sertânia, São José do Egito, Bodocó, Santa Cruz da Baixa Verde, Joaquim Nabuco, Bom Conselho, Jaqueira, Belo Jardim, Joaquim Nabuco, Cabrobó, Ipojuca, Inajá, Condado, Santa Terezinha, Itapetim, Moreilândia, Amaraji, Tabira, Riacho das Almas, Sanharó, Tacaimbó, Santa Filomena, Iguaraci, Serra Talhada, Olinda, Caruaru, Lagoa do Carro, Santa Cruz do Capibaribe, São José do Egito, Carpina, Aliança, Taquaritinga do Norte e Brejinho.

Histórico

Além dos quatro novos infectados pela Delta, no último dia 27 de agosto foram confirmados oito casos da variante em pessoas residentes dos municípios do Recife (5), Olinda (1), Cabo de Santo Agostinho (1) e Exu (1). Antes disso, no dia 18, foram confirmadas duas amostras com a cepa originária da Índia, de pessoas residentes de Abreu e Lima (1) e Olinda (1), que adoeceram em julho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *