Perícia atrasa investigação de estupro dentro da Facape

por Carlos Britto // 15 de junho de 2009 às 23:00

facape1As investigações sobre o estupro da estudante de direito ocorrido dentro da Faculdade de Ciências Sociais e Aplicadas de Petrolina (Facape)  estão emperradas.

Segundo explicou a delegada Raquel Rabelo, responsável pelo caso, o entrave está na demora da análise, no Recife, da saliva de um suspeito. De acordo com ela, a perícia pode demorar até dois anos devido à alta demanda. Para agilizar, a delegada pretende que o pai da vítima arque com as despesas da análise do material.

Em depoimento, a estudante de direito afirmou que o acusado era moreno escuro e tinha cabelo baixo e cerca de 1,65 metro de altura.

Ainda de acordo com Raquel, as investigações encontram outros empecilhos porque não havia câmeras de vigilância na faculdade e nenhuma testemunha viu um homem com as características ditas pela vítima Facape no dia do crime, 19 de maio passado. O estupro aconteceu em plena luz do dia, depois que a estudante voltou do almoço.

As informações são do Jc Online

Perícia atrasa investigação de estupro dentro da Facape

  1. Watergate disse:

    E por que a Facape nao arca com essas despesas ?

  2. Marciano disse:

    esse fato, é muito mal contado… estupro ao sol escaldante do meio dia… sujeito com uma mascara, pratica o ato, sai mascarado, entra no fiat uno e ninguem vê… tem coisa que não se encaixa!

  3. Juju carabina disse:

    Verdade Marciano, tudo é muito estranho…

  4. JUSTIÇA disse:

    as duas observações acima denotam porque muitas mulheres sofrem esse tipo de violência todos os dias e não denunciam os seus algozes ….quem sabe, esses dois ai de cima achem que mulher tem q ser na humilhação subjulgo e porrada….

  5. Vitor Soares disse:

    Caro Carlos Britto,

    Como nome forte das notícias de Petrolina na Internet, você poderia nos informar como anda o processo do estupro? No que deu afinal?!?!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *