Paulo Câmara diz que não entrará em ‘rinha’ com FBC: “Daqui a alguns meses ele vai dizer outra coisa”

0
Foto: arquivo/reprodução

Criticado pelo senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), defendeu a própria gestão em entrevista à Rádio Jornal, nesta segunda-feira (23). “A gente está trabalhando. Não vou entrar nessa rinha do senador Fernando. Cada vez que ele dá entrevista aqui para vocês, dá uma versão diferente. Daqui a alguns meses, ele vai vir aqui e vai dizer outra coisa”, afirmou o socialista.

Entrevistado na última sexta-feira (20) na Rádio Jornal, Fernando Bezerra Coelho disse que o “PSB é bom em desculpa” e acusou o governo Paulo Câmara de não deixar as contas equilibradas e não entregar projetos para a infraestrutura, como o Arco Metropolitano. O senador é líder do governo Jair Bolsonaro, ao qual o partido do governador faz oposição.

O parlamentar afirmou ainda que a situação na Bahia e no Ceará está melhor do que em Pernambuco, apesar de também terem governadores oposicionistas.

Fernando tem que dizer o que está tão bom com a Bahia e o Ceará. Estão com muita dificuldade, não está fácil para ninguém. Converso constantemente com Rui Costa [governador da Bahia pelo PT] e Camilo Santana [do Ceará, também petista]. É só olhar os números para ver que não há essa diferença“, rebateu Paulo Câmara. “Não vou ficar competindo com Bahia e Ceará, quero que cresçam muito, que ajudem o Nordeste e o Brasil“.

O socialista também criticou a gestão de Bolsonaro. “Não estou dizendo que Pernambuco está sendo discriminado, os outros Estados também não estão recebendo nada. O governo federal parou, não tem planejamento. Qual é a política de saúde para 2020? Ninguém sabe”, afirmou.

Eleições 2020

FBC tem defendido a candidatura do deputado federal Raul Henry, que foi vice-governador de Paulo Câmara no primeiro mandato, à Prefeitura do Recife em 2020. Com isso, o MDB sairia da Frente Popular. O governador disse não ter entrado com Raul Henry na discussão sobre as próximas eleições, mas que espera que o deputado continue na aliança. “Raul é um amigo que a política me deu, tenho muito respeito por ele por tudo que ele faz. Nunca conversei sobre candidatura“, disse.

Eleito senador em 2014 na chapa de Paulo Câmara, pelo PSB, Fernando Bezerra Coelho entrou no MDB em 2017, com o objetivo de levar o partido para a oposição. O partido, presidido por Raul Henry em Pernambuco, tinha o maior tempo de campanha na televisão da Frente Popular.

A chegada do senador provocou um racha. A questão foi para a Justiça e o deputado federal manteve o comando da sigla. Em 2018, Jarbas Vasconcelos (MDB) foi eleito senador no grupo encabeçado por Paulo Câmara. Fernando Bezerra, que queria disputar o governo, abriu espaço para Armando Monteiro, derrotado por Paulo Câmara pela segunda vez. Após o fim do período eleitoral de 2018, Fernando Bezerra Coelho e Raul Henry se reaproximaram. (Fonte: NE10)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome