Pastor cobra posicionamento dos vereadores de Petrolina sobre projeto que trata atividades religiosas como essenciais

13
Foto: Reprodução Instagram

Em Petrolina, a discussão em torno do Projeto de Lei 037/2021, que trata da inclusão de igrejas como serviço essencial no município, parece estar longe de acabar. Entre idas e vindas, o projeto continua sem ser votado no plenário da Câmara e isso tem causado cobranças e desentendimentos entre parlamentares e representantes da União dos Pastores Evangélicos de Petrolina (UPEPE).

A princípio, quando o projeto foi criado, tudo parecia que estava indo bem, até a coisa começar a desandar após o governo do Estado decretar quarentena mais rígida em todo território pernambucano no mês março, o que acabou colocando a pauta em stand by na Câmara. Os vereadores justificaram a decisão dizendo que era precido aguardar o que a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) iria deliberar sobre o assunto. Mas a justificativa não convenceu muito os pastores, que começaram uma cobrança mais incisiva nas redes sociais e também nas rádios locais, gerando até declarações de repúdio por parte de alguns vereadores que desaprovaram determinadas posturas dos líderes religiosos.

Na última segunda-feira (12), a Comissão de Justiça (CCLJ) da Alepe deu o aval para o substitutivo ao projeto que considera as atividades religiosas essenciais em situações de calamidade pública, após após passar por algumas alterações na Comissão de Administração Pública. No entanto, na Casa Plínio Amorim, a matéria de mesmo assunto recebeu pareceres contrários do presidente e do secretário da Comissão de Justiça e Redação, respectivamente, os vereadores Wenderson Batista (DEM) e Zenildo do Alto do Cocar (MDB).

O pastor Edilson de Lira, um dos representantes da UPEPE, publicou em suas redes sociais uma cobrança mais dura aos vereadores de Petrolina, em especial ao presidente da Casa, Aero Cruz (MDB), pedindo que deixasse o projeto ir para votação da Casa. “Cabe ao Presidente da Câmara, Aero Cruz, colocar essa votação em pauta. Não pedimos para nenhum vereador concordar ou não com o reconhecimento das igrejas, mas queremos que isso seja votado e cada um expresse claramente sua posição. O povo quer saber o que pensa cada vereador”, escreveu.

Segundo Edilson, a Câmara de Petrolina possui embasamento jurídico para aprovar o projeto, uma vez que o Supremo Tribunal Federal aprovou recentemente, por 9 votos a 2, que estados e municípios pudessem decidir sobre a restrição ou não de cultos durante a pandemia. Agora é aguardar os próximos capítulos dessa história.

13 COMENTÁRIOS

  1. Toda sessão a mesma lenga-lenga,parece que essa câmara não tem o que discutir, ninguém fala do desviou da educação, não falam do hacker que foi preso na prefeitura, tá tudo uma maravilha e o fumo entrando.

  2. Um animal deste, ainda se diz cristão, não se preocupe Sr Pastor, a conta para vocês chegará e salgada, a conta do Bolzo e a não preocupação com a vida do próximo.
    Logo, logo, ser evangélico de algumas denominações será muito, mas muito mal visto pela sociedade, se criará um verdadeira repulsa, esta será a conta, e não tardará a chegar.

    • Esse tá com a boca espumando de raiva! Por que te incomoda tanto ver um pastor lutar pelo direito de ter as celebrações de sua religião protegidas de atos temerários de gestores de plantão? Deve ser porque você é um daqueles hipócritas que “luta” pela democracia, mas apoia medidas autoritárias de políticos desde que eles sejam ligados à convicção ideológica, ou ao partido de que você gosta. Um comentário desses carregado de rancor e ameaças só evidenciam o tamanho do ódio que você tem contra cristãos. A verdadeira repulsa que a maioria da população tem é contra pessoas como você. Pode ter certeza que esse pastor, que vc chama de animal, não está sozinho nessa luta.

      • Em que mundo fantasioso você vive da ameaça comunista?
        No mundo fantasioso do Bolzo?
        No mundo do Bolzo que se diz cristão, mas que prega o ódio, o preconceito, matar, e armar a população, então você não aprendeu literalmente dos ensinamentos cristãos nas suas idas á Igreja, prefiro um ateu de bom coração a ti.
        Quanto a fechar tempo religiosos em tempos de pandemia, até na idade média se fechava, talvez naquela alguns fossem mais sensatos que o homem atual. PENSE NISSO.
        Mas vão aos tempos, podem assim apressar o encontro com o criador mais rápido.

        • Que tara é essa pelo Presidente? O único aqui que só fala em Bolsonaro é vc. Não escrevi uma só vez o nome do Presidente da República. O assunto em questão foram suas palavras ameaçadoras e injuriosas contra um religioso que está lutando pra exercer livremente, como garante a Constituição, o exercício da sua fé, sem intromissão estatal, tolhendo esse direito; e, diga-se de passagem, esse projeto de lei não só abarca os evangélicos, mas aos praticantes de qualquer religião, tais como espíritas, católicos, religiões de matriz africanas, dentre outras. Quando vc chama de “animal” uma pessoa dessas, que de fato está lutando contra arbitrariedades estatais, isso só exala o quanto de ódio há no seu íntimo, e que vc não faz a menor questão de esconder. Talvez não esteja percebendo, mas é vc que vive em um mundo imaginário, onde todos os problemas do universo são causados pelo grande e terrível malvadão ogro “Bolzo”, e seus servos os maléficos “cristãos”; e que nesse seu mundinho vc seja o herói portador da virtude, treinado pelos sábios celestiais imaculados de uma dimensão longíqua, munido com a espada da vingança, pronto a destruir seus inimigos e estabelecer a paz intergaláctica. Meu caro Marcos, esquizofrenia tem tratamento.

  3. Os Evangelicos querem respaldar as maluquices de Bolsobosta a qualquer custo. Eles não estão indo para adorar a Deus, pois Deus se adora em qualquer lugar. Eles estão indo adorar o deus Bolsonaro, dar respaldo às jumentices deste último.

    • Quanta asneira dita por uma pessoa só! E ainda se diz “defensor da liberdade” que apoia fechamento de igrejas. Agora que o “encantador de jumentos”, o molusco ex ladrão, foi liberto por seus compadres da Suprema Vergonha Nacional, os discursos de ódio contra cristãos estão cada vez mais explícitos por essa turminha amante de ditaduras comunistas e de seus líderes déspotas. Vão comer capim!

      • Falou o representante do imbecil que tornou o Brasil um pária mundial. Vá arrumar o que fazer seu animal. Quem aqui falou em Lula? Vocês têm um fetiche com Lula que é até estranho. Não é pq criticamos Bolsonaro que somos necessariamente eleitores de Lula seu imbecil.

        • Engraçado, é só falar do malaco de 9 dedos que elas ficam descontroladas!! Quem tem fetiche aqui por alguém é vc e seu coleguinha “defensor da liberdade” ,fetiche incontrolável pelo Presidente da República, até o chamam pelo apelido carinhoso de “Bolzo”. Vai entender. Se vc realmente leu o que seu coleguinha escreveu e o que escrevi vai perceber, se tiver neurônios pra isso, que acusar cristãos de quererem abrir igrejas para adorar o “deus” bolsonaro, além de ser injurioso e difamatório, reflete também total desconhecimento das pessoas que professam essa fé. Se vc teve problemas ou se decepcionou com algum cristão, saiba que em qualquer religião ou falta dela, alguém também vai te decepcionar também; sabe por quê? Porque o cair e o falhar é inerente ao ser humano, seja ele de onde for. Agora atribuir atitudes difamatórias como: “Eles estão indo adorar o deus Bolsonaro, dar respaldo às jumentices deste último” além de ser extremamente preconceituosa, revela que quem a escreveu alimenta um discurso de rancor e discriminação a um grupo tão relevante na sociedade e na história do país; o religioso da reportagem tem sim de lutar pelo direito de exercer livremente a sua fé, inclusive com toda a liturgia, celebração e dogmas inerentes; e quem se incomoda com isso, é porque nutre sentimentos autoritários dentro de si.

      • Não senhor imbecil e analfabeto, em momento algum aqui eu defendi que a igrejas fossem fechadas. Defendo que os pastores tomem consciência e passem a adotar cultos online no lugar de abrirem as igrejas, de forma voluntária e consciente.

        Você tem celular para assistir pornografia e fuxicar da vida alheia, mas não pode assistir um culto online? Ora faça me um favor!

  4. Em que mundo fantasioso você vive da ameaça comunista?
    No mundo fantasioso do Bolzo?
    No mundo do Bolzo que se diz cristão, mas que prega o ódio, o preconceito, matar, e armar a população, então você não aprendeu literalmente dos ensinamentos cristãos nas suas idas á Igreja, prefiro um ateu de bom coração a ti.
    Quanto a fechar tempo religiosos em tempos de pandemia, até na idade média se fechava, talvez naquela alguns fossem mais sensatos que o homem atual. PENSE NISSO.
    Mas vão aos tempos, podem assim apressar o encontro com o criador mais rápido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

1 × 1 =