Organização de Procura de Órgãos de Petrolina tem trabalho reconhecido durante evento no Recife

por Carlos Britto // 15 de junho de 2015 às 08:20

fachada hdmA Organização de Procura de Órgãos de Petrolina (OPO), que funciona no Hospital Dom Malan (HDM)/Imip, recebeu mais um reconhecimento pelo trabalho que vem realizando.

O destaque desta vez foi feito durante o 1º Simpósio Pernambucano de Doação e Transplantes de Órgãos e Tecidos, realizado recentemente no auditório do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe), no Recife.

O objetivo do simpósio foi mostrar o desempenho do Estado, seus números e resultados quanto à doação de órgãos. Uma integrante da equipe da OPO de Petrolina mostrou em uma palestra os números e realidade da organização.

A enfermeira-gerente da OPO, Samyra Moraes, explicou o porquê de Petrolina ter sido reconhecida pela Central de Transplantes do Estado (CT-PE) e pelos médicos responsáveis pelas cirurgias de captação e implantação dos órgãos. “A OPO recebeu esse destaque pelos números de órgãos captados e pela qualidade dos mesmos. Resultado de uma boa manutenção desse potencial doador, efetivação nas entrevistas familiares entre outros fatores”, disse.

A enfermeira explicou ainda que a equipe da OPO, juntamente com a Central de Transplantes, em reuniões frequentes, encontrou soluções para alcançar este resultado final positivo. “Os números de 2015 mostram que esse empenho tem dado resultado. Parabenizo toda a equipe, porque esse reconhecimento é merecido”, expõe.

Doações

Em 2014 a OPO conseguiu 18 doações de órgãos. Dessas, três foram de coração. Até maio de 2015, a Organização já realizou 17 doações, sendo sete de coração. “Tornamo-nos uma referência para Recife e para equipe transplantadora cardíaca”, pontuou Samira. As informações são da assessoria do HDM. (foto/reprodução)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *