Operação da PCPE em Petrolina fecha cerco contra organização criminosa especializada em tráfico de drogas

4
Fonte: PCPE/divulgação

Se em Juazeiro (BA) a Polícia Federal (PF) começou o dia realizando busca e apreensão de documentos na prefeitura municipal, em Petrolina (PE) foi a Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) quem deflagrou na manhã de hoje (16) a 67ª operação de repressão qualificada do ano, denominada “Consectários”. A ação é vinculada à Diretoria Integrada Especializada (Diresp) e tem a coordenação do delegado Dark Blacker de Andrade, titular da 12ª Delegacia de Polícia de Repressão ao Narcotráfico (DPRN) – ligada ao Departamento de Repressão ao Narcotráfico (Denarc).

A investigação foi iniciada em janeiro de 2019 com o objetivo de identificar e desarticular integrantes de uma organização criminosa voltada à prática de tráfico de drogas. Estão sendo cumpridos 16 mandados de prisão, 39 de busca e apreensão domiciliar e 16 medidas cautelares diversas da prisão, expedidos pela 1º Vara Criminal de Petrolina.

Na execução estão sendo empregados 200 policiais civis entre delegados, agentes e escrivães. As investigações foram assessoradas pela Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco (Dintel). Mais detalhes da Consectários serão repassados em coletiva de imprensa marcada para 11h, na sede da 12ª Denarc, localizada dentro do prédio do 5º BPM, na Avenida Cardoso de Sá.

4 COMENTÁRIOS

  1. Operação enxuga gelo. O que gastam de dinheiro para correr atrás de drogas, encarcerando pobres e negros, deveriam gastar para prender assassinos, já que apenas 8% dos assassinatos tem solução neste país, contra 90%, repito 90% da polícia britânica.

    Mais um dia no país da putaria, da ignorância, burrice, pobreza, corrupção, e tudo o quanto não presta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

17 − treze =