‘Novela’ das comissões termina em retratação entre Capitão Alencar e Ronaldo Silva

por Carlos Britto // 22 de agosto de 2021 às 15:56

Foto: Arquivo do Blog

A troca de farpas entre dois integrantes da base governista na Câmara Municipal de Petrolina – o vereador Capitão Alencar (Patriota) e o líder da bancada, Ronaldo Silva (PSDB) – na sessão do último dia 10 de agosto, por conta da nova Comissão Permanente de Segurança, Trânsito e Mobilidade, terminou em pedido de desculpas de ambos os lados. A retração aconteceu na sessão plenária da última quinta-feira (19).

O primeiro a se explicar foi o líder governista Ronaldo Silva. Ele chegou a enaltecer a nova comissão, de autoria do Capitão Alencar, mas deixou claro que apresentou requerimento para participar porque seu partido (o DEM) e o MDB somam a maior bancada da atual legislatura na Casa Plínio Amorim. Pela proporcionalidade assegurada no Regimento Interno, o líder teria a prerrogativa de integrar a comissão. Além disso, ele e seu colega Rodrigo Araújo (Republicanos) não estavam em nenhuma das comissões.

Ronaldo disse ainda ter explicado que o fato de o Capitão Alencar ter sido o autor do projeto de lei criando a Comissão de Segurança, Trânsito e Mobilidade, não dava o direito a ele de ter presença na comissão, justamente pela proporcionalidade das legendas. O que incomodou Ronaldo foi a declaração de Alencar à imprensa, antecipando a notícia de que seria ele o presidente da nova comissão. “Aquilo, para mim, foi uma afronta”, afirmou. Ele agradeceu ainda ao líder da bancada do DEM, Wenderson Batista Pé de Galo, dos demais integrantes da legenda na Casa – César Durando e Manoel da Acosap – e outros líderes de partidos, que participaram de uma reunião para aparar essas arestas.

Por um acordo feito, a bancada formada por Patriota e Avante (partidos do Capitão Alencar e de Júnior Gás, respectivamente) ficou com duas cadeiras nas comissões, quando pela proporcionalidade deveria ser apenas uma. Ronaldo disse ter recuado na polêmica não por ter saído derrotado, mas por humildade e para não criar desavenças com os pares. “Ser presidente ou relator de qualquer das comissões não vai me apequenar ou engrandecer em nada. O que importa é que o trabalho transcorra com transparência, para depois eu não tenha que ligar para os vereadores que fazem parte das comissões, adulando para dar seus pareceres e eles se escondendo”, desabafou.

Desculpas

Em tom moderador, Capitão Alencar também citou a humildade e pediu publicamente desculpas a Ronaldo Silva. Ele disse que já tinha feito esse pedido no gabinete do líder governista. Alencar lembrou do longo tempo que já conhece Ronaldo, mas somente na Casa passou a ter uma convivência maior com ele e a compreendê-lo melhor. Alencar ainda agradeceu ao presidente da Mesa Diretora, Aero Cruz, por não ter interferido no processo de eleição das comissões. Além disso, deixou um recado velado “colegas que falam bobagens e comprometem a Casa”. O vereador Pé de Galo, no entanto, tomou a afirmação como sendo para ele, e rebateu ao afirmar que assume por todas as suas declarações. O comentário referiu-se a um suposto vazamento sobre a reunião na Casa que definiu a escolha das comissões.

‘Novela’ das comissões termina em retratação entre Capitão Alencar e Ronaldo Silva

  1. Francisco disse:

    Que o povo aguente e sustente esses vereadores por mais 3 anos. A Câmara, para eles, é um bico. Detalhe: recebem pelo bico mais que os seus próprios salários ou à altura de suas competências. Agora aguentem o bandinho. Juntando salário e o que ganham nas negociações e com cargos comissionados, uma fortuna. Que bico maravilhoso. Enquanto isso, o povo com fome, desempregado, sem saúde, educação sem qualidade, que não transforma a vida das pessoa. Em síntese, um caos que os de barriga cheia não conseguem enxergar. Os grandes jornais já noticiam que a economia, se voltar a prosperar, será somente daqui a dois ou três anos. Como estamos sem Governo, a situação é nebulosa. Brasil, barco sem comando e sem perspectiva de mudanças, uma vez que os coronéis de sempre e sua trupe já se preparam, ao arrepio da miséria do povo, o próximo pleito. Lamento meu povo, tudo continuará como está, no máximo, daqui para trás. A situação é grave. A culpa é nossa. Somos complacentes com tudo isso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *