No Dia Mundial do Teatro, cofundador da Cia Biruta torna-se cidadão petrolinense

por Carlos Britto // 28 de março de 2024 às 21:00

Foto: André Amorim/divulgação

Não poderia ser mais oportuno o momento para que o ator, diretor, dramaturgo, produtor e cofundador da Cia Biruta de Teatro, Antonio Veronaldo, recebe uma homenagem da Câmara Municipal de Petrolina. No Dia Mundial do Teatro (27 de Março) ele recebeu o título de Cidadão Petrolinense em solenidade realizada na noite de ontem, no auditório da biblioteca da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf)/Campus Sede.

Presidida pela vereadora Lucinha Mota, a sessão solene foi marcada por momentos de emoção por parte do homenageado. A honraria foi oriunda de um Projeto de Decreto Legislativo de autoria do vereador Professor Gilmar Santos.

Conceder esse título de cidadão é poder fortalecer a história de trabalhadores e trabalhadoras da cultura. Veronaldo é uma pessoa que representa essa história. Nós temos aqui diversos artistas e fazedores de cultura, muitos deles estão nas periferias, nem sempre com o apoio necessário para desenvolver as suas atividades. Veronaldo, através da Cia Biruta de Teatro, é uma representação da resistência e das contribuições tão necessárias e fundamentais que o teatro, a arte e a cultura têm dado para o desenvolvimento do município de Petrolina“, frisou Gilmar.

Emocionado, Veronaldo ressaltou a representatividade da ocasião não apenas para ele, mas para toda a classe artística.

Esses momentos são mágicos e importantíssimos para o reconhecimento do valor que tem o fazer artístico nesta cidade. O título não é só para mim, enquanto cidadão, mas para todos os artistas de teatro. Esse reconhecimento da Câmara de Vereadores e a proposta de Gilmar Santos foram de suma importância para que possamos entender a importância do ofício e dos trabalhadores do teatro. Espero que esse momento seja multiplicado para outros companheiros e companheiras, mas que seja também uma luz para que a gente possa ver, de fato, a importância do fazer artístico, nesse caso o teatral, como uma ferramenta para o desenvolvimento dessa cidade, que é tão fundamental para o cenário nacional“, avaliou Veronaldo.

Apresentações

A noite foi marcada ainda por performances artísticas e diversas homenagens ao artista, encabeçadas pelas companheiras da Cia Biruta, Camila Rodrigues, Cristiane Crispim e Letícia Rodrigues, por sua família e por seus amigos do teatro e da vida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Últimos Comentários

  1. Tem que desapropriar o imóvel onde ficava a casa da criança, atrás do regente, para fazer um terminal de ônibus.

  2. Deu lugar ao mercado turístico? Por que deram esse nome? Bom, acho que já mudou, mas era melhor ser chamado…