No Dia Mundial de Combate ao Tráfico de Pessoas, PF faz alerta

por Carlos Britto // 30 de julho de 2021 às 11:30

Foto: Reprodução/Internet

Em alusão ao Dia Mundial de Combate ao Tráfico de Pessoas, celebrado nesta sexta-feira (30), a Polícia Federal (PF) em Pernambuco fez uma série de alertas e relembrou um caso de resgate de uma pernambucana de 19 anos, em janeiro deste ano. Ela foi mantida em cárcere privado na Bolívia. Os parentes acionaram a Representação Regional da Interpol em Pernambuco que resultou no resgate da jovem para o Brasil.

A Organização das Nações Unidas (ONU) define tráfico de pessoas como o recrutamento, transporte, transferência ou recepção de pessoas, com recurso à ameaça ou uso da força ou outras formas de coerção, rapto, fraude, engano, o abuso de poder ou a situação de vulnerabilidade ou a concessão ou recebimento de pagamentos ou benefícios para obter o consentimento de uma pessoa que tem autoridade sobre outra, para fins de exploração.

Esta exploração inclui prostituição, trabalho ou serviços forçados, práticas análogas à escravatura, servidão ou extração de órgãos ou adoções ilegais. Segundo a ONU, o tráfico de pessoas movimenta anualmente 32 bilhões de dólares em todo o mundo. Desse valor, 85% provêm da exploração sexual. Praticamente todos os países do mundo são afetados pelo tráfico de pessoas, seja como país de origem, trânsito ou destino das vítimas.

Além disso, os dados publicados indicam que as mulheres representam 49% e a exploração sexual é a forma mais comum (59%), seguida do trabalho forçado (34%). Países destinos do tráfico de pessoas: Romênia, Hungria, Holanda, Polônia, Bulgária, Portugal, Espanha.

Tags: , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *