“Não me considero um candidato imposto. Fui escolhido pelos diretórios”, dispara Humberto Costa

por Carlos Britto // 08 de julho de 2012 às 12:13

Apesar de chegar à eleição com a adesão de poucos partidos, o candidato a prefeito do Recife pelo PT, Humberto Costa, está pronto para combate. O petista prometeu fazer um governo ousado e procurou demarcar o terreno, ao afirmar que ele e o ex-prefeito João Paulo são os verdadeiros candidatos do ex-presidente Lula e da presidente Dilma Rousseff.

Num recado direto à candidatura do PSB, Humberto foi crítico com os agora ex-aliados. Enfatizou que seu partido não mudou de lado e que caberá aos socialistas explicarem a aliança formada com um dos maiores inimigos de Lula e do PT, o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB). Ele assegurou que o chamado “boom do desenvolvimento” de Pernambuco só foi possível por conta do apoio do governo federal. O petista não aceita a pecha de candidato imposto e revela que o governador não cumpriu o acordo para que as duas legendas marchassem unidas nessa eleição, tendo o PT como candidato da frente.

Entre as propostas de Humberto para o Recife, a mobilidade urbana tem papel central. O candidato carrega uma bandeira que está em moda e se impôs, principalmente nos últimos anos, como necessidade urgente das grandes cidades: a melhoria do transporte público. Ele pretende investir em corredores exclusivos para ônibus e na navegabilidade. Nem o rodízio de veículos, medida bastante polêmica, está descartado.

Ciclista, Humberto também defende a expansão das ciclovias. Na saúde, ele aponta para a necessidade de aumentar de 15% para 20% os recursos. Já quando o assunto é educação, a ampliação da quantidade de escolas integrais e a melhoria das creches são suas principais apostas. (Do Diário de Pernambuco) 

“Não me considero um candidato imposto. Fui escolhido pelos diretórios”, dispara Humberto Costa

  1. Kazuza Semog disse:

    O PT se aliou a Maluf,Sarney, Collor, Romero Jucá, Renan Calheiros e o que há de mais podre na política brasileira e agora vem com essa de pedir explicação ao PSB sobre a aliança com Jarbas.
    Político nenhum nesse país tem o direito de cobrar fidelidade de ninguém.

    1. Jânio disse:

      Correto. O próprio molusco apedeuta, disse que faria o que fosse preciso para eleger Haddad em SP. Ele apertaria mão do capeta pra conseguir o que quer.

    2. Paulo disse:

      Perfeito!

    3. DAVID NOMERO DE MACEDO disse:

      NA POLITICA NINGUEM É FIEL, TODOS SÃO CANALHAS, AGEM DE ACORDO COM O MOMENTO.

  2. Maria disse:

    Por esse ponto de vista, uma eleição indireta onde um presidente é votado apenas por parlamentares não é anti-democrática. Não precisaríamos ter lutado tanto por “Diretas já”! Me poupe Sr. Senador, isso é sofisma e porque não dizer cinismo? O Sr. está tripudiando da cara de todos os petistas militantes que não votaram no Sr., que foi arbitrariamente colocado aí pelos “capas pretas” do PT. espero que tenha apenas os dos diretórios sejam suficientes para elegê-lo prefeito, pois está dizendo que não precisa dos votos dos outros pernambucanos. Ora me poupe!

  3. José Alberto disse:

    Humberto é interessante este seu questionamento de alianças com inimigos, emtão começe a explicar as alianças co Sarney, collor e agora o Maluf???? Expliquem por favorrrrrrrr.

  4. Estranho Humberto orgulhar-se tanto de ser “ele e o ex-prefeito João Paulo são os verdadeiros candidatos do ex-presidente Lula e da presidente Dilma Rousseff” porque, por outro lado lula faz aliança com Paulo Salim Maluf – um dos maiores inimigos da democracia, quando sustentou por longos anos a ditadura militar. Essa política provoca-me asco.

  5. murilo disse:

    2012 É O COMEÇO DA DERROTA DO PT EM 2014 PARA PSB E PSDB

  6. Amaral disse:

    é 40 neles!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *