Na contramão: Câmara Municipal de Juazeiro do Norte (CE) aprova redução de 40% nos salários dos professores

16

sora-chora-diante-da-aprovacao-da-reducao-do-salario-dos-professores-em-juazeiro-do-norte-no-ceara-o-corte-pode-chegar-a-ate-40-1370736492031_615x300/Foto: UOLOs professores da rede municipal de Juazeiro do Norte, interior do Ceará, terão seus salários reduzidos em até 40%, aumento na carga horária, além de outras mudanças regidas no PCCR (Plano de Cargos, Carreira e Remuneração), aprovado pela Câmara de Vereadores, apesar dos protestos na última quinta-feira (6).

A aprovação causou desespero e revolta nos professores que recebem o piso nacional de docentes estabelecido pelo MEC, no valor de R$ 1.567, além de gratificações, que totalizam o valor de R$ 2.193.

De acordo com o SSM (Sindicato dos Servidores Municipais), 2 mil professores devem ter os salários reduzidos em até R$ 650.

Devido à aprovação da reformulação do PCCR, o sindicato disse que todos os professores estão em greve por tempo indeterminado. De acordo com a presidente do sindicato, Mazé dos Santos, a greve não foi deflagrada ainda devido aos trâmites legais.

“Vamos respeitar o prazo de 72 horas para entrar em greve. O que não podemos é ficarmos calados. Vamos continuar os protestos”, disse Santos.

Ao final da votação dos vereadores, que foi de 12 votos a favor e quatro votos contra, os professores pegaram ovos para jogar nos políticos. Durante o tumulto, a PM (Polícia Militar) e guardas municipais usaram spray de pimenta para dispersar os manifestantes.

Os vereadores a favor dos professores e que votaram contra o projeto foram Cláudio Luz (PT), Glédson Bezerra (PTB), Rita Monteiro (PT do B) e Tarso Magno (PR). Eles informaram que vão debater a possibilidade de pedir anulação da sessão extraordinária.

Tumulto

A sessão foi tumultuada e até os vereadores discutiram com a mesa diretora. Luz discutiu com o presidente da Câmara de Vereadores, Antônio de Lunga (PSC).

Durante a votação os professores chegaram a mostrar pacotes de dinheiro e jogar no plenário notas para que os vereadores pegassem “porque eles são comprados”, diziam em coro.

A sessão esquentou depois que três professores conseguiram invadir o plenário e foram retirados pela polícia. Os manifestantes gritavam palavras para agredir os vereadores, chamando-os de “ladrões“, “bandidos“, “quadrilha” e “vendidos”.

A Prefeitura de Juazeiro do Norte disse que o corte no salário dos professores foi necessário para se enquadrar na LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal) e reforçou que os valores pagos aos professores não fechava a folha de pagamento. O projeto foi enviado pelo prefeito Raimundo Macedo (PMDB). (Fonte: Portal UOL)

16 COMENTÁRIOS

  1. Isso é uma vergonha! Onde já se viu reduzir salário de professor e ainda mais em uma proporção tão absurda quanto esta! Lamentável!! É por essas e outras que estou desacreditada da política! Só existe interesse pessoal nesse meio e nada de preocupação com o povo!

  2. Gente, isso é um total absurdo. O Sindicato deve acionar o Ministério Público. O Projeto é inconstitucional. Pelo amor de Deus, isso é a mais cruel demonstração de descaso com a educação.

  3. É preciso dizer ainda que esta mesma Câmara aprovou, em junho do ano passado, um aumento de 100%, nos próprios vencimentos e naquele do prefeito, para amarrar bem as coisas e evitar um possível veto.

  4. Absurdo!
    O Piso Salarial do Professor é CONSTITUCIONAL, portanto, nenhuma lei pode incidir sobre. Muitos gestores, fracos e descomprometidos com a população, “escondem-se” na Lei de Responsabilidade Fiscal para justificar sua incompetência e falta de planejamento.
    Diminuir salário de professor é coisa para ignorante ou insano. Maior prejuízo terá o povo!
    Um mínimo de justiça (justa) e esse caso renderia improbidade para os políticos envolvidos.

  5. Brito; Essa foi uma das mais absurdas, desumanas e tristes notícias que eu já vi em seu Blog. Qual a esperança de melhoria de uma nação que diminui os salários do principal trabalhador dela: O Professor ??? Deu um desânimo com nosso país agora amigo, o choro dessa professora foi de arrepiar, estamos rumo ao quinto mundo…

  6. Gente, que ato leviano, injusto, inconsequente! A classe docente já vem há séculos discriminada, desvalorizada, sofrida. Só ignorantes iguais a esses políticos dessa cidade que não sabem que a educação é o caminho, a solução para tirar uma nação da miséria. Com todo respeito, que desrespeito aos trabalhos e ensinamentos deixados pelo nosso querido Paulo Freire! A cidade em peso, excetuando esses políticos bandidos, deve acordar e ir para ruas protestar!!!!!!
    GS

  7. Os Vereadores de Juazeiro do Norte CE demonstram seu sentimento de descaso com a Educação deste Município, ao tomarem uma medida canalha deste tipo cabe a população mobilizar-se para retaliar tal medida, mostrando aos mesmos Vereadores que o povo é a favor de uma Educação de qualidade e tem respeito por seus Educadores, gente não deixem essa medida ditatorial prevalecer.

    Deixo por meio desta meu repudio aos canalhas que compõem a Câmara de Vereadores
    de Juazeiro do Norte CE.

  8. Eu acho super justo, afinal professores já ganham muito bem e não fazem nada, todo professor tem carro, se eles acham que ganham pouco se comparem com os garis. E os vereadores merecem sim ganhar bem mais que os professores, afinal os vereadores fazem tudo pelo município.

  9. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE SANTA MARIA DA BOA VISTA -PERNAMBUCO QUER FAZER O MESMO. CONTRATOU DEMAIS ANTES DA ELEIÇAO, ISSO É IRRESPONSABILIDADE FISCAL. VIVA JETRO GOMES QUE MESMO COM CRISE NUNCA CORTOU DIREITO DO EFETIVO.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome