Mulheres vítimas de violência em Petrolina passarão a contar com amparo e qualificação profissional

1

lei mulheres vitimas violência petrolina

O prefeito Julio Lossio recebeu na manhã desta segunda-feira (18), em seu gabinete, diversas mulheres que prestigiaram o ato de sanção da Lei do Regime Assistencial Especial de Atendimento de Emprego e Renda, destinado às vítimas da violência doméstica e que se separaram de seus companheiros.

A lei pretende dar amparo e capacitação profissional a essas mulheres, que geralmente dependem financeiramente do ex-marido. A capacitação profissional tem como maior objetivo facilitar o reingresso das mulheres no mercado de trabalho.

Lossio disse que esse é um instrumento de cidadania e inclusão social. “As mulheres precisam de independência, porque elas ganham mais respeito. A lei que agora é sancionada traz a garantia da capacitação, da reinserção no mercado de trabalho. De verdade, isso só demonstra que estamos caminhando no rumo certo, fazendo política pública com responsabilidade e políticas voltadas para o social. Nós vamos continuar trabalhando para que a mulher petrolinense possa fazer suas escolhas com liberdade e ganhar a emancipação“, ponderou.

A secretária-executiva da Mulher, Roseane Farias, afirmou que as mulheres petrolinenses passarão a contar com garantias de oportunidades de trabalho, a partir de agora. “Quero parabenizar tanto o vereador Ednaldo Lima pela sensibilidade que teve ao levar para a Câmara um projeto que oferece às mulheres garantias contra a violência, como também o prefeito Julio Lossio por ratificar esse compromisso que o município agora tem com as mulheres através dessa lei. O documento que agora é sancionado significa uma oportunidade para a reconstrução de muitas vidas“, pontuou.

Parceria

O texto da lei autoriza a Secretaria de Cidadania, em parceria com outras Secretarias, atender as mulheres e destacar no mínimo 10% das vagas anuais para cursos de capacitação e qualificação profissional, sob sua administração ou das instituições de treinamentos conveniadas, e ainda separar no mínimo 10% dos encaminhamentos mensais para vagas de empregos formais, oferecidos pelas empresas para as mulheres que sofreram tal violência. A lei ainda garante a assistência direta, ou através de consultorias especializadas conveniadas na montagem de micronegócios formais, inclusive a viabilização de microcréditos. As informações são da Ascom/Secretaria de Cidadania. (foto/divulgação)

1 COMENTÁRIO

  1. Parabéns ao Sr, Prefeito, e o mui digno Vereador que pensa e faz pelo povo Petrolinense, Edinaldo Lima
    e a todas as Mulheres da nosso querida Petrolina.
    A mulher merece amor e carinho, em uma mulher não se bate nem com uma flor. Ame sua Mulher,

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

catorze − 11 =