Mulheres tentam se livrar de drogas, mas acabam presas em Petrolina

6
(Foto: Divulgação)

Duas mulheres foram presas no bairro Mandacaru, zona norte de Petrolina, na última sexta-feira (16). De acordo com o 2º Batalhão Integrado Especializado (BIEsp), o policiamento flagrou uma mulheres entregando um pacote para a outra suspeita.

Com a aproximação dos PMs, uma delas tentou se livrar do flagrante e arremessou o entorpecente para dentro de um depósito de bebidas. Mas o pacote foi encontrado e identificado o conteúdo como crack, dividido em 37 pequenas pedras e uma de maior volume.

Conforme o 2º BIEsp, uma das mulheres afirmou que em sua residência continha outra parte da droga, onde foi encontrada exposta em cima de um aparelho de TV, mais 36 petecas de cocaína e uma pequena quantidade de maconha, sendo que esta última o seu esposo assumiu ser de sua propriedade.  Todo material e envolvidos foram apresentados na Delegacia.

6 COMENTÁRIOS

  1. Não sei como nosso povo ainda enxerga vender um produto para outro, uma transação livre e voluntária entre pessoas como crime. Se é por que faz mal ou mata pessoas teremos que proibir milhares de outras coisas, como álcool, cigarros, gorduras, sódio, açúcares, dinamite, remédios tarja preta e tarja vermelha, ácidos, carros também matam.

    A proibição e a guerra contra às drogas criaram um dos maiores flagelos da história da humanidade. Milhares de pessoas vítimas da violência gerada pelo tráfico de drogas, milhares de vítimas dos danos colaterais causados por drogas sintéticas e baratas, feitas para substituir as naturais e de baixo potencial ofensivo, que são mais caras e difíceis de serem produzidas; e o encarceramento de milhares de pessoas pobres, que traficavam para colocar comida na boca dos filhos. Não sei como alguém se orgulha e defende uma coisa dessas, em especial aqueles que se dizem cristãos. Pior ainda se for católico, está em completa divergência para com os valores da Santa Igreja de Roma.

    • Se não sabe contra argumentar, fica quieto que é melhor. Brasileiro não questiona nada, não busca respostas para problemas do cotidiano, mesmo que de forma empírica, por isso vive na merda. Pelo comentário do Adriano podemos perceber que o deboche segue sendo o refúgio dos ignorantes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome