Movimentos sociais do Vale do São Francisco entregam carta à Dilma

2

movimentos sociaisNa mais recente visita da presidente Dilma Rousseff (PT) a Juazeiro (BA), na sexta-feira (14), para entregar 1.480s unidade do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’, no bairro Itaberaba, representantes de movimentos sociais da região entregaram documento, cujo conteúdo reafirma o apoio à democracia e aponta algumas reivindicações relacionadas à agricultura familiar, juventude, educação, mulheres, negros, LGBT e outras minorias.

A Carta dos Movimentos Sociais do Vale do São Francisco foi assinada por 18 organizações sociais com atuação na região, entre estas os movimentos populares do campo e da cidade, federações, ONG’s, articulações – entre outras.

Ao iniciar seu pronunciamento, Dilma saudou a Articulação do Semiárido brasileiro (ASA), representada no palco por Cícero Félix, destacando o papel importante na construção de um milhão de cisternas no Semiárido brasileiro. Em outro momento do discurso, ela novamente fez referência à parceria do governo federal com a ASA para construção de tecnologias de captação de água da chuva, enfatizando que é necessário criar condições para que as pessoas não sofram com a estiagem prolongada. “Nós fizemos juntos um milhão de cisternas para a população rural, que precisa da água para viver e pra plantar“, lembrou. Reafirmando que o governo compreende a seca como fenômeno natural, ela frisou: “a gente não combate a seca, a gente convive com a seca“.

Provocada pelo prefeito Isaac Carvalho sobre medidas de proteção ao Rio São Francisco, Dilma afirmou que é preciso cuidar do Velho Chico, apontando a relação da degradação da bacia com as mudanças climáticas. “A gente tem de olhar para o São Francisco. A primeira coisa que a gente tem de fazer no São Francisco é recuperar as margens, porque um dos fatores de agravamento da seca é falta de mata ciliar“, observou.

Democracia

Para os movimentos sociais, a ida de militantes ao evento, as representações presentes no palco e a entrega do documento constituem um conjunto de manifestações em defesa da democracia no país e sinalizam a abertura do governo para as reivindicações e críticas de um público que, nas eleições de 2014, contribuiu significativamente para a reeleição da presidente. A carta entregue pelos movimentos sociais pode ser conferida acessando aqui. As informações são do IRPAA.

2 COMENTÁRIOS

  1. Espanta quando vemos pessoas que pregam o ódio e o preconceito escondidos pelo anonimato e a distância!!
    Enquanto isto, as pessoas continuam buscando soluções para o BRASIL!
    Reacionários que esperam causar o maior dano possível à humanidade!
    SALVE DILMA! Estamos contigo!!
    Sergio Furtado Cabreira.
    Mestre e Doutor em Ciências.
    Universidade Luterana do Brasil. Rio Grande do Sul.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome