Militantes do PT de Carnaíba (PE) assinam ato de repúdio contra coligação com PR

por Carlos Britto // 09 de julho de 2012 às 18:33

Os militantes do PT de Carnaíba (PE), no sertão do estado, não ficaram nada satisfeitos com a coligação feita entre o partido e o PR, e  divulgaram uma carta em repúdio à união. Na cidade, a candidatura do PR é encabeçada por José Francisco, o ‘Didi da Felicidade’, que recentemente anunciou o nome de Arnaldo Alves (PT) como seu vice.

Acompanhem a carta:

PROTESTO DOS FILIADOS DO PT DE CARNAÍBA: NÃO PODEMOS RETROCEDER O QUE CONSEGUIMOS COM TANTA LUTA

(…) Nós, PT de Carnaíba, expressamos nossa indignação com a recém-tomada decisão por uma meia dúzia dos filiados em compor chapa com o político, que cuja história política de seu representante, é adversa à filosofia do nosso partido. Pois quando este político administrou o nosso município, tentou silenciar o direito do nosso partido de expressar a nossa alegria na ocasião da vitória de Lula para presidente.

Isso é pouco para mazela política deixada nos vinte dois anos que este esteve no poder. Não queremos retroceder à história de progresso que vive hoje o nosso município, tampouco a volta de uma prática política de opressão e o autoritarismo deixados como marca na história do município. Nos deixou como herança 37% de analfabetismo de jovens e adultos, a população sem assistência médica hospitalar, contas públicas rejeitadas, além de matar a auto-estima da população carnaibana. O nosso município só era reconhecido nas manchetes policiais devido à violência instalada.

E o que não pode estar dentro do partido são decisões por desencantos particulares, sendo tomadas como decisões do partido, inclusive por ex-filiados e por uma minoria, uma vez que o partido tem hoje oitenta filiados e que, sequer os participantes da última reunião realizada, não foram todos convidados para as reuniões subsequentes. Só ficamos sabendo das decisões do “partido” por meio dos blogs. Fazemos parte de um partido que cresceu ouvindo suas bases e administrando seus conflitos internos, não podemos aceitar sem protestar uma coligação municipal que vai à contramão.

Temos ciência de que todo partido luta pelo seu espaço de poder na gestão pública, e estamos também exercendo o direito e como representantes da filosofia de um partido, que hoje é nacionalmente forte, mas que enfrentou grandes embates ao longo da história desse país, e sem fugir às suas raízes, alicerçados por esse ideal, estamos convocando todos os filiados que reconhecem a importância que tem o partido com a gestão atual do município em continuar a construção do processo de mudança e progresso de Carnaíba: decisão de partido tem que referendar o interesse da maioria, não deverá se eximir do direito ao bem comum para enaltecer vaidades individuais. Partido tem que ser expressão de governo do povo o qual representa. Este é o nosso pleito com esse texto de repúdio.

Militantes do PT/Carnaíba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *