Miguel Coelho ratifica candidatura a estadual, independente de julgamento de Lossio

8

Miguel CoelhoO advogado Miguel Coelho disputa pela primeira vez um cargo eletivo nas eleições deste ano. O que não quer dizer, exatamente, que seja um novato. Com a experiência de quem já vem acompanhando seu pai, Fernando Bezerra Coelho (PSB), e de ter coordenado a campanha do seu irmão, Fernando Filho (PSB), Miguel se diz pronto para o desafio.

Abrindo a série de entrevistas do Blog com os candidatos proporcionais, Miguel comenta sobre o assunto. Ele destaca, entre outras coisas, que defenderá a bandeira da educação e deixa claro que fará um mandato, se eleito, falando menos e fazendo mais. “O povo cansou de discursos”, argumenta. Ele também criticou, de forma sutil, a situação político-administrativa de Petrolina. Falou que a população “foi enganada”, mas não irá cair no erro novamente. E ressaltou que, independente da decisão judicial sobre quem será o prefeito da cidade, continuará como candidato a estadual.

Blog – Você quer ser deputado porque tem alguma coisa a oferecer, ou porque é filho de Fernando Bezerra?

Miguel CoelhoPor ser filho de quem eu sou, do ex-ministro Fernando Bezerra, e irmão de Fernando Filho, isso pesou na hora de tomar a decisão de ser candidato, de ingressar na vida pública. Mas não foi só isso. Sou candidato a deputado estadual porque eu vejo que há um espaço vago aqui em Petrolina e no nosso estado. Sou um jovem advogado e vejo que os jovens não estão hoje representados na Assembleia Legislativa. A gente precisa renovar os quadros, e a gente viu que a população quer isso. Percebemos isso nos protestos do ano passado. E a juventude vai ser determinante. Para você ter uma ideia, quase 30% do eleitorado de Pernambuco vai até os 29 anos de idade, e eles querem uma nova cara, uma nova força, uma nova voz. E eu vejo que tenho como contribuir pelo meu povo.

Blog – A expectativa de qualquer candidato é a campanha em si, o contato com o eleitor. Qual a leitura que você já faz nessa caminhada por bairros de Petrolina e pelo Sertão?

M.C – A gente nota um clima frio ainda, no começo da campanha. Foi por conta da Copa do Mundo, por conta do São João no nosso estado, que tem uma tradição forte. Mas a campanha está começando a entrar nos debates, nas conversas nos bares, nas peladas…e a gente percebe que o povo começa a se interessar mais. Agora é que o clima vai esquentar, vai ganhar as ruas com material, com propostas, ideias, e a gente começa a se animar. Eu venho andando por Petrolina nos bairros, nas periferias, nas cidades do Sertão do nosso estado, e estou bastante motivado porque vejo que a receptividade é boa, mas vejo também que o carinho e o apoio que o povo demonstra com a minha candidatura. A gente sabe que a cada apoio recebido a responsabilidade também aumenta. Mas a gente está preparado, com toda humildade, sabendo que a gente vai aprender com cada pernambucano e pernambucana.

Blog – É a primeira vez que você se candidata, mas você já é um veterano em campanhas políticas. Como você está vendo o Sertão e Petrolina, agora como candidato?

M.C – Petrolina a gente vê que está um pouco parada, largada, suja. A cidade de Petrolina não merece passar pelo que está passando. Isso é fruto de um engano que a população foi levada há dois anos. Mas agora estamos presentes em outra eleição. Agora o povo tem a oportunidade de escolher não o prefeito, mas os deputados estaduais, deputados federais, candidatos ao Senado, governador e presidente. Estamos escolhendo o futuro do nosso estado, do nosso país. E o povo aprendeu. Petrolina aprendeu que não pode se deixar levar por uma propaganda de televisão. Petrolina quer saber de proposta, quer saber quem vai fazer. Quem já teve oportunidade não fez, está tentando de novo. Mas o povo não vai cair nessa. O povo quer saber é de gente nova, que vem querendo mostrar serviço e com compromisso de fazer durante os quatro anos, e não apenas a cada quatro anos.

Blog – Por falar nisso, o que você tem de proposta? Qual a diferença que você pretende fazer como deputado?

M.C O deputado estadual tem um papel muito importante. É o deputado estadual quem analisa e aprova o Orçamento do governo do estado, das secretarias. E eu, como deputado estadual, vou defender muito a questão da educação. Acredito que é pela educação que a gente pode transformar a vida das pessoas, mas principalmente porque através da educação que a gente pode trabalhar para que o amanhã seja melhor que hoje. Nosso governador Eduardo Campos fez um grande trabalho, conseguimos melhorar muito os índices educacionais. Para você ter uma ideia, o Ideb cresceu mais de 14%, a evasão escolar diminuiu mais de 60%, e nós aumentamos. Eduardo, quando assumiu o estado (em 2007), havia apenas 13 escolas de referência, de tempo integral. Vamos fechar 2014 com 300. É um número expressivo, mas ainda tímido para Pernambuco, que tem na sua rede estadual mais de 1.100 escolas. Queremos e vamos levar para toda a localidade de Pernambuco as escolas de referência.

Blog – Você faz parte dessa geração que promoveu os protestos que varreram o país no ano passado. O que você pode tirar desses movimentos e levar para um futuro mandato na Assembleia?

M.C – Primeiro, a transparência. Esse tipo de política de querer fazer as coisas às escondidas não funciona. O povo quer participar. E o jovem ainda mais. Os jovens querem ser ouvidos, e a gente vai fazer as coisas com muita transparência, com muita clareza, com muita honestidade, para eles possam ver que os representantes deles estão trabalhando. Mas também vamos falar menos e fazer mais. O que percebemos é que a população cansou de discursos.

Blog – O que você tem de propostas para a saúde pública?

M.CA gente sabe que a saúde é o principal ‘calo’ de qualquer administração pública, seja estadual, municipal ou federal. Mas Pernambuco melhorou na área de saúde. Para você ter uma ideia, se não fosse pelo governo Eduardo Campos em Petrolina, o Hospital Dom Malan tinha fechado as portas e nossa cidade estaria vivendo dias ainda piores. Eduardo assumiu e manteve o Dom Malan funcionando. Mas não só isso. Eduardo, em todo o estado de Pernambuco, construiu mais de 25 UPAs e UPAEs e cinco novos hospitais em nosso estado. E a gente (Frente Popular) vem com o compromisso, a partir do ano que vem, de construir em Petrolina o primeiro Hospital da Mulher Sertaneja, que será um hospital exclusivo. É com esse olhar que nosso candidato a governador, Paulo Câmara, vai continuar o trabalho que Eduardo começou na saúde. Mas também daremos atenção especial às nossas crianças.

Blog – Você está dobrando em Petrolina com seu irmão, Fernando Filho, mas também participou de carreata com Gonzaga Patriota. Há outros deputados com quem você está fazendo dobradinha?

M.CEstamos fazendo campanha em aproximadamente 25 municípios. Aqui em Petrolina, como todos sabem, eu dobro com meu irmão, o deputado federal Fernando Filho. Mas faço campanha com o deputado federal Gonzaga Patriota e em algumas cidades eu dobro com o candidato a deputado federal João Fernando Coutinho, e diversos outros, em outras regiões. Aqui em Petrolina, há muito tempo, era Fernando de um lado e Gonzaga do outro, mas isso não existe mais porque a gente percebeu que essa briga não interessava a ninguém, muito menos a Petrolina. A gente tem que se unir, e uma campanha proporcional, como é essa, os planos e a vontade de fazer se juntam, para que a gente possa fazer mais rápido e fazer melhor. É por isso que a gente tem tantas parcerias, não só em Petrolina, mas em todo o Sertão.

Blog – Se o prefeito Julio Lossio for cassado, qual o destino de Miguel Coelho nessas eleições? Continua candidato a estadual? Sai para federal?

M.C – O destino é de Miguel Coelho é ser candidato a deputado estadual. Eu me apresentei e me apresento a Petrolina e meu estado como candidato a deputado estadual do meu partido, o Partido Socialista Brasileiro. Independente disso, a gente não pode trabalhar em cima de expectativas. Nós disputamos as eleições com Fernando Filho (em 2012), respeitamos a decisão democrática das urnas, mas essa é uma questão de justiça. Se a justiça achar que deve ser um ou deve ser outro (sobre a prefeitura), vamos respeitar qualquer decisão. Não estamos aqui para comentar. Eu me apresento como candidato a deputado estadual, independente do que a justiça decidir, porque eu sei que Petrolina precisa de um deputado estadual com vontade de fazer, e fazer mais pela nossa cidade.

Blog – como você o baixo número de seu candidato a governador, Paulo Câmara, que refletem na candidatura do seu pai a senador?

M.CA gente vê isso com muita naturalidade. Pesquisa não ganha eleição. O que ganha eleição é rua, é movimento de campanha, é o trabalho porta a porta, boca a boca. A gente já viu esse filme em 2006, quando muitos acreditavam que Eduardo era louco em ser candidato a governador, quando tinha apenas 4% das intenções de voto. Mas foi com um trabalho sério, conquistando as pessoas, levando nossas propostas, que o povo entendeu que Eduardo poderia ser governador, e foi um dos melhores governadores que Pernambuco já teve. A gente sabe também que o problema de Paulo (Câmara) ainda não ter crescido, Paulo e Eduardo, se dá pela mesma forma. Paulo ainda é desconhecido por mais de 60% dos pernambucanos, e Eduardo é desconhecido por mais de 50% dos brasileiros. Então isso é questão de tempo. A televisão e o rádio vão começar agora, a partir da segunda quinzena de agosto (a propaganda eleitoral). E a gente sabe que quando o povo conhecer Paulo, ver que Paulo é o candidato de Eduardo, de Fernando, da Frente Popular que transformou Pernambuco, o povo vai querer continuar nesse caminho. E a gente sabe também que o Sertão tem a oportunidade de eleger mais uma vez um senador, porque toda vez que teve a oportunidade elegeu seu senador. Petrolina apresenta, agora, mais um nome. Fernando Bezerra, quando começar a se apresentar e mostrar seu trabalho, sua história política ao longo de mais de 30 anos de vida pública, o povo pernambucano vai escolher Fernando Bezerra como senador.  

Blog – Candidato, as suas considerações finais.

M.C A gente sabe que o descrédito com a classe política no nosso estado e no nosso país é grande, mas se a gente quer mudar e que coisas melhores cheguem a nossa cidade, só quem pode fazer isso é o eleitor, com o seu voto. O voto é a arma mais poderosa numa democracia. Essa oportunidade se dará no dia 5 de outubro, e aí eu peço ao eleitorado que reflita sobre o meu nome, sobre o grupo de onde venho, o grupo de Eduardo Campos, de Fernando Bezerra, de Fernando Filho, para que a gente possa trabalhar mais. Se a gente quiser fazer diferente, a gente pode, mas tem de partir de cada um de nós. E peço voto para ser o novo deputado estadual de Petrolina e de Pernambuco.  

8 COMENTÁRIOS

  1. A Justiça brasileira e muito lenta e falha. A nossa cidade estar ABANDONADA. Creches, Escolas, Postos de saúde e ruas em péssimas condições e nós filhos desta terra pagamos o preço alto por pessoas que não enxergaram a qualidade do prefeito que jamais se moveu para dar melhoria ao povo que necessita para sobreviver. Até quando vamos esperar? Que esta Cassação saia o mais rápido possível, não suportamos vê o sofrimento das pessoas que por erro elegeram e hoje pagam.

  2. Cadê as propostas i? Só falou do que Eduardo fez e esqueceu das propostas pra enganar o povo… Vcs estão no poder a décadas e são as mesmas palavras… Vamos mudar o discurso que esse não cola mais.

  3. Todo esse cenário caótico que vive Petrolina é fruto da falta de entendimento na eleição de 2008.
    O preço que a população paga é imenso. A cidade teve seu patrimônio delapidado e a qualidade do serviço público é no pior nível já visto na nossa querida Petrolina.
    Reverter esse quadro é obrigação não só dos candidatos de boa fé, como também dos eleitores.
    Nesse ponto vejo o candidato como uma das boas opções para a Assembleia Estadual, resta saber se terá fôlego para chegar lá.

  4. Com certeza está no poder há anos, mais nunca deixaram de fazer, nossa Petrolina é linda, hospitalheira,.Hoje está praticamente abandonada, nosso parque Josepha Coelho, as ruas sujas, um verdadeiro caos. Tudo isso faz parte da administração municipal, praticamente. Fazem mais de 20 anos que aqui mora nunca vi tanto descaso, sr Bruno.

  5. A GENTE TEM TIRAR O CHAPEU PARA AGRADECER O PAI DESTE GAROTO QUE FEZ TANTO POR PETROLINA E PERNAMBUCO.
    POR ISSO TEMOS QUE RENOVAR A POLITICA BRASILEIRA.
    ESTOU COM VC MIGUEL COELHO E FERNADO FILHO, PE SEGUE CRECENDO COM O PSB.

  6. Tive oportunidade de uma conversa rápida com o” Miguel “,e algo diferente me chamou a atenção nele a simplicidade ,ele é um jovem muito carismático chama a atenção como ele trata as pessoas com uma delicadeza,ele é simples ,tem verdade no olhar ,vontade de mudanças para petrolina um jovem admirável ,que não traz promessas sem fundamento,que sabe realmente as necessidades que o povo vem passando,ele chegou a dizer que independente do resultado de quem iria ficar afrente da prefeitura ,o papel dele seria fazer sempre o melhor para o povo de petrolina e região

  7. Convencimento se faz com propostas…e Miguel Coelho, candidato a deputado estadual, tem passado de modo singular ,nos grupos de reunião ,com ou sem a companhia de seu sereno e competente irmão FBCF , penetrando em todas a camadas sociais com o mesmo discurso. …
    Herança de ser político bom ele trás consigo …tradição de desenvolvimento do sertão consequência de família tanto pelo lado Bezerra, quanto pelo lado Coelho.. O pai dele FBC foi um dos melhores prefeitos que Petrolina já teve….futurista, trouxe dimensão de cidade de porte médio alto, com traçados arquitetônicos , jamais vistos.. pelo povo de nossa Petrolina…Fato incontestado! nunca pensou pequeno …. com programinhas que não enchem os olhos , sempre pensou e agiu muito grande e nos dá orgulho saber que ele está para nos representar no senado federal…portanto só nos resta agora dar oportunidade a Miguel, e saiba conte comigo e minha família…. estamos juntos e misturados, nesta luta sua que também é nossa….
    Boa sorte e com relação ao governo estadual,, federal e senador , iremos dá uma guinada , quando os guias inciarem, os debates… com isso traremos a vitória aos nossos candidatos do 40….

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome