Miguel Coelho cumpre mais de 70% dos compromissos de campanha antes do final do primeiro mandato

2
Foto: Jonas Santos/PMP divulgação

Um levantamento recente realizado entre as principais cidades do Brasil apontou que os prefeitos cumpriram, em média 39%, das promessas feitas em campanha. Mas em Petrolina, os números estão bem acima desse percentual. Dos compromissos firmados pelo prefeito Miguel Coelho (MDB) ainda em 2016, 73,6% já foram realizados ou estão em fase final de execução.

O cumprimento de algumas dessas promessas deve atingir um patamar acima do esperado. É o caso da pavimentação asfáltica. Miguel havia se comprometido a asfaltar 200, caso fosse eleito. O número já foi batido e, com a captação de novos recursos, esse volume pode chegar a mais de 400 vias. Além disso, após mais de dez anos, Petrolina voltou a ter avenidas duplicadas como as Avenidas Sete de Setembro, Hermes da Fonseca (Estrada da Banana) e Clementino Coelho – essas duas últimas em obras).

A melhoria do transporte público foi outro compromisso que superou a expectativa dos petrolinenses. Desde dezembro, mais de 80 ônibus novos foram adquiridos com wi-fi, elevadores para pessoas com deficiência entre outros itens. No campo da mobilidade, ainda chama a atenção a quantidade de ciclovias e ciclofaixas construídas. Petrolina deve chegar em 2020 a mais de 15 km de pista para ciclistas.

Saúde

Na área da saúde pública, o prefeito havia prometido reabrir postos e o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO). Já foram implantadas 15 unidades nos bairros e zona rural, e abertos dois núcleos para tratamento odontológico. A prefeitura ainda deve entregar este ano a casa de partos, a reforma da policlínica e novos postos de saúde que estão em construção.

Avaliação

Para Miguel, o desempenho em Petrolina é ainda melhor considerando uma grande quantidade de ações que não foram postas no programa de governo e foram implementadas nos últimos três anos. “Esses dados comprovam nossa capacidade de planejamento e execução num cenário de dificuldades econômicas. Não é coincidência tantas prefeituras com um desempenho baixo no cumprimento de metas. Na verdade, diferente de Petrolina, os municípios estão com imensas barreiras financeiras. Aqui, além de cumprir já mais de 70%, fizemos muita coisa fora do planejado como a construção de rotatórias, a aquisição de uma nova frota de ambulâncias, a reforma da Orla I e o programa Petrolina Legal”, exemplifica o prefeito.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome