Mesmo com quarentena, Pernambuco registra aumento de homicídios em abril

3
Foto: Arquivo/JC Imagem

A Secretária de Defesa Social (SDS) do Estado de Pernambuco divulgou, nesta sexta-feira (15), o número de homicídios contabilizados durante o mês de abril de 2020. Mesmo com a quarentena, foram contabilizados 320 assassinatos. O aumento foi de 3,2%, nos Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs), se comparado ao mesmo período de 2019, quando não estava decretado o isolamento social.

Em abril do ano passado, 310 mortes foram somadas, contra 320 neste ano. Assim, nos quatro primeiros meses de 2020, o Estado soma um total de 1.311 vítimas, número 8,6% maior que as 1.207 do intervalo entre janeiro e abril do ano passado. Se comparado com os óbitos registrados pela covid-19, até esta sexta, Pernambuco contabilizava 1.381 mortes.

Segundo o órgão, ao todo, 97 cidades não registraram CVLIs. Houve redução dos números no interior do estado, com destaque para o Agreste. A violência doméstica contra mulher e estupro também apresentaram redução, mas os feminicídios tiveram crescimento de 75%.

“O tráfico de drogas continua sendo a grande motivação dos homicídios, e ainda mais. Em não havendo o pagamento das dívidas de entorpecentes, por meio de roubos e furtos de objetos como os celulares, o preço cobrado é a vida. Estamos enfrentando um cenário de vulnerabilidade social, em que todo o efetivo de segurança está se desdobrando para proteger a população do avanço da Covid-19 e garantir a ordem e a paz social. Já mapeamos essa atuação de grupos criminosos e estamos atacando a raiz do problema para retomar a queda dos CVLIs, assim como temos mantido a longa curva descendente dos roubos e furtos no Estado. Quem tirou a vida de alguém, se ainda não foi capturado, será em breve. É também importante ressaltar que, em um panorama nacional de significativo aumento da violência, em alguns estados acima de 50%, Pernambuco tem mantido registros próximos aos de 2019, quando houve uma importante redução em todos os seus meses”, explica o secretário Antônio de Pádua.

Interior

A Zona da Mata manteve os números de CVLI registrados em 2019, com 72 crimes. O Agreste e o Sertão encerraram o mês de abril com redução no número de crimes contra a vida. A queda mais expressiva ocorreu no Agreste (10,13%), caindo de 79 mortes no ano anterior, para 71 no ano atual. Já o Sertão, saiu de 35 assassinatos no ano passado para 34 em 2020, queda de 2,86%. (Fonte: JC Online)

3 COMENTÁRIOS

    • Um aliado do Bolzo defendendo liberdade de imprensa, muito hilário, os admiradores da democracia, rsrs, admiradores do AI -5, acima da liberdade de ir e vir, ou da liberdade religiosa, temos o direito à vida, e os riscos a saúde da coletividade, um direito fundamental sucumbe ao outro, talvez seja complicado para tua cabecinha.

  1. Então, só assassinatos mata tanto quanto a COVID 19 e as autoridades são incapazes de evitar, isto é, nem mesmo isolados os assassinatos não diminuem, então vamos botar o povo para trabalhar, não vamos deixar os chineses nos derrotaremm.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome