Mensagem especial no Dia do Amigo

1

O dia de trabalho nem havia começado ainda quando chegou a primeira mensagem. Depois outra seguida de outras mais. Confesso, nem sabia que hoje era o Dia do Amigo. Pensei, durante todo o dia que deveria escrever algo sobre isso e me convenci, diversas vezes depois, que não saberia mesmo falar sobre o tema…Resolvi escrever de teimoso.

Acho que não sei falar sobre amigo, porque amigo é sagrado para mim. Sou alguém forjado a sorrir, fazer sorrir, viver junto, tocar, abraçar…Dividir emoções.

Sou daqueles do tempo antigo que gosta de gente, de receber, de visitar, de ir da boa prosa a piada em um minuto, de sorrir porque foi engraçado e porque não foi. Gosto de ver os amigos felizes, sorrindo.

Sou um colecionador de amigos. Alguns com 30, 40 anos, lá do KM-2. Sei os seus dramas, times de futebol, medos e conquistas. Conheço suas paixões antigas, amores sofridos ou vividos…

Os mais antigos ainda trato por apelidos que duram uma vida: Sussú, Cabeça, Chupa-Grude, Pé de Bomba, Golerim, Zé Bimba, Sardinha, Pisquila, Jaroneta e um sem fim de outros apelidos não publicáveis. Mentira, imorais e cabeludos demais da conta.

Os novos amigos, os mais atuais, não são menos importantes. Já sabemos de suas histórias, seus amores e seus pecados que, claro, são bem poucos e todos perfeitamente perdoáveis.

Falo de amizade sincera, daquelas que quase arrebenta o peito de emoção. Falo dos amigos que a gente nunca mais viu e daqueles que a gente vive saindo junto. Longe ou perto, em casa ou distante, tão importantes e definitivos para que nossa caminhada seja mais agradável e segura. Essenciais.

Amigo que é amigo se emociona com a história do outro, com o “sobrinho” que passou no vestibular, com a cirurgia da mãe do “chegado” ou com o novo romance do “coligado” que já chega e você trata como gente da família.

No tempo da frenética luta diária é necessário separar os conhecidos dos amigos. Falo dos brothers, dos irmãos que a vida nos permitiu escolher, dos que a gente faz questão de ligar, estar perto, tomar uma e rir e chorar com dor ou conquista.

As obrigações às vezes afastam os amigos, mas não significam que eles não estão por perto. Continuam ali, naquele espaço, naquela vida, naquele sonho e na magia das relações verdadeiras, lindo, legítimos e para sempre.

Podem não ser numerosos, não terem dinheiro ou posição destacada, mas serão sempre queridos, inesquecíveis. Os melhores amigos do mundo….Importantes para nossa vida com suas qualidade e defeitos.

Na verdade, só qualidades, porque amigo meu não tem defeito.

Carlos Britto

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome