Médicos vão trabalhar normalmente, mas fazem exigências a prefeitura

por Carlos Britto // 17 de junho de 2009 às 23:52

Terminou agora a reunião dos médicos em Petrolina. Ficou decidido que todos os serviços ficam mantidos. Em contrapartida, a prefeitura terá até o fim deste mês para redigir os contratos e assiná-los.

E ainda: o contrato será retroativo a primeiro de junho.

Ficou decidido também que a classe vai cobrar com rigor o cumprimento do prazo para lançamento do edital do concurso público (80 dias) e da posse (cem dias) depois do resultado.

Médicos vão trabalhar normalmente, mas fazem exigências a prefeitura

  1. Sou mais Fundação Saúde disse:

    É muita prepotência desses médicos. Retroativo… ah se eu fosse prefeito dessa cidade…

  2. É… mas você vai continuar querendo…
    Querendo ser prefeito…
    Querendo ser médico…
    Querendo ser tudo MENOS o que você de fato é!
    aluilce@spfc.com.br

  3. olho vivo disse:

    Meu amiguinho querer vc “pode”, ser é outra história…hehehe
    Valeu Aluice, valeu nossa luta!

  4. hedio disse:

    esse prefeito que ta ai com essa turma nao vai cumprir nada….olhem so o que estou dizendo aqui…ja conhecemo essa filmagem…e tudo coisa pra ingles ve.o prefeito que r mesmo e ajudar as clinicas? entao pra que redizur imposto?deveria e contratar gente pro setor publico.funcionario publico ganhando bem rende melhotr que os mediccos das clinicas… .JULIO CE TA DANDO ERRADA UMA ATRAS DA OUTRA! SE CONCERTA MEU FILHO…PORFAVOR…E PRO BEM DE TODOS NOS

  5. Dr House disse:

    QUERER NEM SEMPRE É PODER!!!!!!!!!!!!!!

  6. Irônico disse:

    E vocês dois vão continuar querendo ser competentes e entender de medicina ……
    Por enquanto continuam sendo somente “sal de cozinha” , branquinho, barato e em toda esquina se encontra igual……ahahahahahahahahahahah

  7. Juventude Saúde disse:

    É justo que os médicos sejam bem recompensados pelo seus serviços. Mas é justo também que eles cumpram com as suas obrigações. Que eles realmente “consultem” os pacientes. Que cumpram sua carga horária, como qualquer outro trabalhador. E não continuem fazendo o que fazem… assinam um contrato de 20 ou 40 hs e chegam no PSF passam 2hs e vão embora cumprir outras jornadas seja em consultório próprio ou em estabelecimento particular. Nesta 2hs dizem que atendem 20 pessoas ou mais. Calculem aí o tempo gasto em cada “consulta”!!!. Por isso a maioria está sendo chamado de médico “ao ao”… que só sabem encaminhar o paciente a outro médico (especialista) quando a maioria dos casos pode ter resolução no PSF. Vamos ter mais sensibilidade, já que responsabilidade tá difícil.
    Se os médicos sabem calcular os salários, que aprendam a calcular sua carga horária e cumpri-la dando um atendimento de qualidade ao cidadão que paga seu salário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *