Matagal em terreno baldio atrai criminosos no bairro Vila Mocó

0
Foto: WhatsApp/Leitor do Blog

Um terreno cheio de mato na Rua Nestor Cavalcante do bairro Vila Mocó, área central de Petrolina, está preocupando os moradores. Com a falta de manutenção, o local tem atraído insetos e facilitado o esconderijo de criminosos. Na propriedade, a vegetação cresceu tanto que já avança sobre a via, acumulando entulho.

De acordo com os comunitários, por causa do terreno o índice de assaltos aumentou na localidade. A pouca iluminação e as árvores de médio porte também estariam facilitando a ação dos bandidos. “No passado, essa área por trás do Estádio [Paulo de Souza Coelho] era uma das regiões mais nobres da cidade. E isso tudo mudou, agora a criminalidade tomou conta daqui. É terrível porque agora só se vê usuários de drogas e assaltantes”, queixa-se um morador.

Fiscalização

A reportagem procurou a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEDURBH) que, por meio de nota, informou que vai enviar a equipe de fiscalização ao endereço, a fim de identificar o proprietário do terreno baldio e notificá-lo com o prazo de 15 dias para a limpeza da área.

Conforme a SEDURBH, em caso de descumprimento do prazo, o dono poderá pagar multa que varia de R$ 600 a R$ 2.400. A pasta ainda orienta aos populares formalizar a denúncia junto à Ouvidoria Municipal, por meio do 156; presencialmente, na sede da Prefeitura de segunda à sexta-feira, sempre pela manhã; pelo site, ou através do WhatsApp (87) 98100-1883.

A Guarda Civil Municipal (GCM) também deve intensificar a atuação na área. O número da Central de Atendimento da corporação é 153. Já a denúncia de criminalidade para a Polícia Militar pode ser feita pelo 190. Segundo a secretaria, o serviço funciona 24h por dia.

Foto: WhatsApp/Leitor do Blog

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome