Mantendo a tradição, HDM realiza mais um Natal das Crianças

por Carlos Britto // 22 de dezembro de 2021 às 21:00

Foto-montagem: Ascom HDM/divulgação

Alegria, amor no coração e – claro – muitos brinquedos. Foi assim que o Papai Noel antecipou o Natal e passou pelo Hospital Dom Malan (HDM) de Petrolina, na manhã de ontem (21). O Natal do Voluntariado fez a festa da criançada, arrancou sorrisos e fez muita gente se emocionar.

A comemoração já é tradição na unidade materno-infantil e em 10 anos deixou passar em branco apenas o ano passado por conta da pandemia, que não permitiu a realização do evento. “É a data que mais gostamos de celebrar, pelo próprio significado. O Natal remete ao renascimento, à fé e ao amor pelo próximo. E é isso que nós fazemos todos os anos, distribuímos amor e plantamos esperança“, ressaltou o coordenador do Voluntariado, Rui Holanda.

Os presentes são arrecadados pelos voluntários durante todo o ano. “Não pode faltar para ninguém”, advertiu. Nesta edição, as lembranças foram distribuídas na Pediatria, Pronto Socorro Infantil e setor Covid-19.

Por onde passou, o grupo – que foi animado pelas músicas natalinas interpretadas por Gildinho do Sax – levantou a todos. “É muito emocionante ver as pessoas, mesmo que por um instante, se deixando levar pela fantasia e a emoção do espírito natalino. Sem dúvida, essa é uma das coisas que não tem preço“, justifica o coordenador, que todo esse tempo esteve à frente da comemoração.

Emoção

Alguns mais discretos conseguiram disfarçar as lágrimas, outros deixaram rolar sem medo. É o caso do adolescente Adrian Gabriel Souza Dias Santos, que está internado no HDM desde o dia 16 de dezembro. Acompanhado da sua mãe Adriana de Souza, o garoto não se conteve. “Não imaginava passar o Natal aqui. Sempre estive com minha família nessa data. Por isso, me tocou tanto. Espero ficar logo bom para ir para casa”, disse, em tom de esperança. Mesmo já tendo passado da faixa etária infantil, o valente Adrian também ganhou presentes. “Não costumo ganhar presentes, nem no Natal, então fiquei muito feliz“, garantiu.

Para as diretoras de Ensino e Pesquisa, Angélica Guimarães, Administrativa/Financeira, Elizangela Torre, e de Enfermagem, Fátima Michelle, que tiveram a oportunidade de acompanhar de perto o Natal esse ano, o momento foi de magia. “A gente vê o poder do amor, e o quanto gestos simples podem fazer a diferença“, comentou Fátima.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *