Mais uma controvérsia política agita Petrolina

por Carlos Britto // 04 de julho de 2017 às 19:32

Mais uma controvérsia no campo político vem mobilizando as atenções em Petrolina. Os protagonistas, desta vez, são o presidente da Central Única de Bairros (Cubape), Pedro Caldas – que está temporariamente afastado por assumir um cargo comissionado na equipe de Miguel Coelho (PSB) – e o vereador Gabriel Menezes.

Tudo começou com uma participação de Gabriel Menezes, na última sexta-feira (30/06), no Programa ‘Opinião’, da Grande Rio AM. Pedro Caldas lamentou a este Blog o fato de o vereador ter dito, na ocasião, que o Governo do Novo Tempo estaria “pagando líderes comunitários” para enaltecer a gestão nas emissoras de rádio.

Ao rebater a denúncia, Gabriel assegurou que em nenhum momento falou em líderes comunitários. O que ele garante ter dito é que “são sempre as mesmas pessoas, pagas com dinheiro público, através de cargos comissionados nomeados pelo prefeito Miguel Coelho, sobretudo na Secretaria de Governo, somente para enaltecer a gestão nas emissoras, parabenizando o prefeito e, muitas vezes, denegrindo a imagem dos vereadores de oposição e do ex-prefeito Julio Lossio”.

Ele, inclusive, diz ter provas com base na folha de pagamento dos comissionados, que obteve através de requerimento apresentado e aprovado numa das sessões da Câmara Municipal, que são pessoas pagas somente para isso.

Gabriel tem memória curta. Na gestão da qual era aliado, o então prefeito Julio Lossio tinha líderes comunitários contratados na folha do município, que entravam frequentemente nas rádios locais para endeusar Lossio como o único gestor que olhou pelos mais carentes. São os mesmos que hoje somente criticam o prefeito atual”, rebateu Pedro.

O presidente da Cubape sustenta ainda que a crítica de Gabriel é exatamente a mesma que o ex-vereador Dr.Pérsio Antunes fazia, na legislatura passada, quando este justificava que gente paga pela administração da época, ligava para as rádios apenas para exaltar Lossio e detonar os vereadores.

“O vereador Gabriel Menezes publicou uma portaria assinada por Lossio, nomeando-o cargo comissionado na Empresa de Pesquisa e Desenvolvimento em Tecnologia da Informação e Comunicação do Vale do São Francisco (Vale Digital) afirmando que, como é comunicador, estaria habilitado para exercer as funções. Não aparecia para trabalhar e ganhava sem cumprir expediente”, declarou Pedro.

Explicações

Sobre a resposta de Gabriel Pedro não deixou barato: “Ele mostrou uma portaria que não era nenhuma novidade, mas não disse que horário trabalhava e nem que expediente cumpria. Que eu saiba, nunca deu um prego numa barra de sabão na Vale Digital. Ou a portaria era só para apresentar o São João? Se for assim, está criticando o que praticava”, afirmou.

Gabriel marcou entrevista para esta manhã ao Blog, mas não compareceu.

Mais uma controvérsia política agita Petrolina

  1. De olho disse:

    Pense na decepção com o início de mandato desse vereador, está se portando como filhote de lóssio.

  2. Valdeir disse:

    Valeu Gabriel desmascarou legal esse pedro caldas, se aproveita em cima da população pra ser presidente de bairro e ganhar em cima deles. Mas o povo da vila Eulalia conhece bem esse Pedro caldas,. Infelizmente o prefeito Miguel errou outra vez. Pq vc tira pela rejeição que Pedro caldas tem no bairro dele aí Miguel vem e contrata um cara desse. #soumaisgabrielmenezes #essesimveiopraficar #borameuvereador

  3. Pedro disse:

    Pedrinho sabe muito bem que a utilidade desses presidentes de bairro é quase “0” e, porque hoje MAMA, sai em defesa do prefeito. A verdade é que esse vereador é um dos que ainda fala e, se da oposição, vem sendo um dos mais lógicos. A verdade, também, é que os vereadores, os demais, foram silenciados com locupletamento dos cargos de 1º e 2º escalões. Temos vereadores que, lamentavelmente, o são, porque o povo continua coma mente cauterizada, perdido, sem saber votar e muitos vendendo o seu voto. Petrolina em tempo de pleito eleitoral é transformada em um covil de canalhas que fazem tudo e de tudo para serem eleitos. Resultado: o petrolinense continuará a sua jornada de sofrimento merecido.

  4. Servidora Pública Comissionada da Prefeitura de Petrolina disse:

    O que ele fazia em uma empresa de informática ?
    Aboiava pros computadores ?
    Fazia rimas de programação ?
    Eita Julio Troço que só aprontava, cada dia um novo flash!
    Um aboiador cuidando de computador!

  5. Cego às avessas disse:

    Com um passado podre desse, comendo dinheiro público nas mãos do ex-prefeito, sem fazer nada, era melhor ter ficado calado!

    1. Cego às avessas disse:

      Olhem só temos um impostor aqui. Não me recordo de ter comentado nesta matéria. Faltou criatividade para inventar um pseudônimo foi amiguinho? Sua vida é tão insignificante para viver a copiar os outros?

  6. Romário disse:

    Kkkkk isso não é novidade vindo desses críticos opositores, se afundar no buraco encontra-se mais coisas. O cara tá sendo alvo até dos próprios eleitores. Pelo menos alguns que conheço, não quer ver ele em suas portas. #calabocagabriel.

  7. Popó disse:

    Dois ratos brigando pelo Erário…..

  8. josefa maria disse:

    Baba o prefeito mesmo.

  9. klebersm disse:

    Vereadorzinho sem futuro… É cada coisa que Petrolina coloca pra ser vereador…

  10. Rapadura disse:

    Não sei se esses nobres representantes do povo – pelo menos um deles teve anuência nas urnas e o outro não pode ser levado a sério por ser representante de uma entidade que começa com uma palavra monossilábica localizada na região de intersecção das costelas comas pernas ( peguei emprestado de Jessier Quirino) – tem filhos mas se tiverem saibam que estão morrendo de vergonha do comportamento pouco ou nada ético dos dois !

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.