‘Maio Laranja’ leva conscientização em Petrolina sobre mês de combate à violência sexual infantil

0
Foto: Ascom PMP/divulgação

O mês de maio é dedicado à conscientização sobre o combate à violência sexual infantil. A campanha nacional ‘Maio Laranja’ teve seu ápice ontem, quando é lembrado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes, mas em Petrolina as ações terão continuidade pelas próximas semanas.

A prefeitura aproveita para fazer um alerta à população sobre a necessidade de somar esforços entre sociedade civil e poder público para proteger essas vítimas.

É necessário estar atento a mudanças bruscas de comportamento, crises de choro ou de agressividade, ou mesmo uma quietude incomum nos pequenos. Estes podem ser alguns dos indícios de que algo não está certo. Além disso, devido ao isolamento social, o uso da internet por parte das crianças está ainda maior, aumentando uma exposição a conteúdos impróprios e uma vulnerabilidade a possíveis violadores. Por este motivo os pais também precisaram monitorar de perto esse acesso.

Para diminuir a exposição dos filhos ao risco da violência sexual, o Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS) listou algumas orientações aos pais e responsáveis sobre os cuidados com as crianças:

1) Incentive a criança e o adolescente a conversar com você sobre tudo;

2) Ensine-os sobre como o corpinho deles não deve ser tocado;

3) Não os exponha a cenas ou estímulos de conotação sexual;

4) Não permita brincadeiras em que a criança seja exposta ao toque em partes íntimas;

5) Evite comentários erotizados ou qualquer tipo de mensagem, redes sociais ou ligações que expõem o corpo da criança;

6) Ajude-o a nomear as suas partes íntimas.

Denúncia

Ao notar esse comportamento diferente, os pais e/ou responsáveis devem procurar ajuda e relatar preocupações e suspeitas, mesmo sem que a criança ou o adolescente revelem o abuso. As denúncias podem ser efetuadas nos seguintes órgãos:  Conselho Tutelar R1: 3862-9211/R2: 3862-2022; Plantão: (87) 9 8861-0421; CREAS: 3861-5371; Polícia Militar: 190; e Ministério Público: 3866-6400

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome