Ligada a Eduardo, Amupe mira críticas no Ministério da Integração Nacional

3

FBC e José Patriota/JC OnlineNo protesto do “Grito do Nordeste”, marcado para hoje (13), o presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) e prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota (PSB), irá mirar as críticas no governo federal e aliviar para o governador Eduardo Campos (PSB), a quem é ligado.

E ele chega com uma reclamação: o silêncio do Ministério da Integração Nacional quanto ao Cartão da Defesa Civil, prometido pelo ministro Fernando Bezerra há quase dois meses. O ato, na Assembleia Legislativa, tem o objetivo de clamar por recursos desburocratizados e por políticas permanentes de convivência com a estiagem.

“(O cartão) é uma das principais questões. A União acenou. Nos animamos com uma cota extra específica para a seca. Muitos municípios prepararam a papelada, abriram a conta. Fomos a Brasília, lá mobilizei todas as associações do Nordeste. Até hoje não recebemos nenhum real, nenhum tostão. Do governo federal, um silêncio total e nenhuma alegação“, disse, frustrado.

Embora companheiros no PSB, a queixa atinge o ministro Fernando Bezerra, que, em 18 de março anunciou o benefício pessoalmente, em reunião com os prefeitos. A assessoria do ministro informou que, em todo país, mais de 500 prefeituras aderiram ao cartão e, destas, 108 sacam recursos emergenciais. Em Pernambuco, os municípios precisam participar do programa para receber verbas. (Fonte: JC Online)

3 COMENTÁRIOS

  1. Os prefeitos como sempre doido por dinheiro.Será que o dinheiro desse tal cartão, se fosse liberado chegaria com ações concretas para quem está reamente sofrendo com a seca? Por que ao invés de ficar pedindo mais dinheiro, não vão melhorar a gestão dos recursos que já têm: enxugando despesas muitas vezes desnecessárias; melhorando a eficiência nos setores de compras de material e investimento; elaborar bons projetos;cuidar bem da saúde e da educação.O dinheiro pouco bem administrado vale mais que rios de dinheiro mal utilizado.Aqui em Petrolina, não deve ser pouco os recursos que entra na prefeitura, mas quando agente entra nos bairros perifericos, se sente envergonhado com o descaso do poder público, as ruas esburacadas, na terra,esgotos a céu aberto e a população convivendo como se fosse normal.Por que ninguém se manifesta.E, quando vem a eleição se deixam levar pela propaganda bonita e votam nas mesmas pessoas.

  2. Vamos acordar prefeito!! Petrolina não é só a parte central da cidade, areia Branca,etc.Vamos buscar recursos para melhorar a infra-estrutura da cidade.Afinal, pagamos uma alta carga de impostos e precisamos de retorno.A insegurança tomou conta da cidade, os bandidos e drogados estão soltos fazendo o que bem querem.Vai buscar apoio do estado,da união seja lá quem for.E quem deve correr atrás dos investimentos é o gestor, que a maioria do povo escolheu.Precisamos de mais ação e menos discurso.E os coitados dos sevidores municípais, como é que vão prestar um bom serviço para a população se estão vendo seus salários cada vez mais achatados.A alta corte da prefeitura não mora na periferia, não usa hospital público,não anda em ônibus coletivo, não ganha salário mínimo…….etc, “pimenta nos olhos dos outro é refresco”.E nossos deputados vamos se ” mexer” e abrir o verbo em pró de melhorias para a maioria dos petrolinenses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome