Leitor cobra ações do Ibama sobre comércio de aves e animais silvestres

por Carlos Britto // 23 de abril de 2009 às 15:26

O leitor do Blog, Igor Costa, nos escreve para fazer um desabafo contra o Ibama local, no que diz respeito à comercialização de aves e animais silvestres:

A falta de transparência ao contato por parte do pessoal do Ibama de Petrolina é um descaso. Não se tem gente com boa vontade de trabalhar e exercer sua função ao qual é paga para isso.

Digo isso porque em visita a feiras livres da cidade, nua e arduamente há a comercialização de animais silvestres de nossa região, não só pássaros, mas animais como camaleão, sagui, tatu bola (famoso peba) e demais animais em feiras livres da nossa cidade.

Eu lembro que sete anos atrás, em gestões anteriores, esse comércio chegou a parar por  um ano. O que deu aí uma trégua aos pobres animais. Peço que você publique essa bronca e essa falta de cuidado para com a fauna da região, vitimada pelo abuso e vista grossa do Ibama da cidade.

E ao povo petrolinense, que tem parcela de culpa nessa situação, que descaradamente compra esses animais. Creio eu que por falta de cultura.

Leitor cobra ações do Ibama sobre comércio de aves e animais silvestres

  1. marcos disse:

    E tem Ibama em Petrolina? acho que é so um escritorio.

  2. Watergate disse:

    Igor, como esta seu trabalho na Macromedia , nos estados unidos ?

  3. Francisco Cavalcanti disse:

    IBAMA aqui????? não existe…. e sem falar nos papagaios, que estão vendendo até por 150,00 reais, estão acabando com a fauna daqui da região e ninguém faz nada, isto é uma vergonha!!!

  4. Gildo Santana - Petrolina-PE disse:

    Na feira da Cohab nos dias de sábado é muito fácil observar a venda de animais silvestres e a viatura da polícia as vezes fica a menos de 50 metros de distância e nada acontece. Sei que é de responsabilidade do IBAMA, órgão federal, porém a polícia militar tem que ser parceira nessa horas. Como diz um grande jornalista: Isto é uma vergonha!!!

  5. Gildo Santana disse:

    Carlos Britto por quê voce não faz uma entrevista com o responsável pelo IBAMA na região e discute essas coisas e o que podemos fazer para denunciar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *