Lançado em Petrolina projeto social que pretende mudar vida de usuários de drogas

3
Foto: Jonas Santos/PMP divulgação

O município de Petrolina passa a contar com um projeto social que pretende mudar a vida dos usuários de crack e outras drogas ilícitas. Com a presença do prefeito Miguel Coelho, foi lançado ontem (6) na sede do Centro de Recuperação Evangélico Livres para Servir (CRELPS), o ‘Vidas Coletivas’. Os convidados foram recepcionados com uma apresentação musical de uma das pessoas assistidas pela instituição. Na oportunidade, a jovem – natural da região de Senhor do Bonfim (BA) – compartilhou as dificuldades de vencer o vício e agradeceu a iniciativa da prefeitura.

O projeto é resultado de um convênio com a Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas (Senad), no valor de mais de R$ 520.800 mil, que será executado em Petrolina pela Empresa Projesol no período de um ano. A expectativa da gestão municipal é reduzir os danos gerados pelo contato dos usuários com esses tipos de entorpecentes, estimulando e desenvolvendo formas de buscar novamente a autoestima por meio de atividades socioculturais e de lazer, além de reforçar conceitos ligados à família e à sociedade.

Durante o evento, Miguel Coelho destacou que o projeto “chega para somar as ações do município que acolhem a população mais vulnerável. Estamos implantando um projeto de mais de meio milhão de reais, que serão investidos em qualificação. No entanto, o que é mais importante para a gestão é o resgate das vidas“, disse.

Foto: Jonas Santos/PMP divulgação

Instituições beneficiadas

No primeiro ano do projeto, coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SEDESDH), através da Secretaria Executiva de Juventude e Direitos Humanos, seis instituições foram selecionadas para participar das atividades: Centro Pop; Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS); Centro de Atenção Psicossocial (CAPS AD III); CRELPS; Comunidade Boa Nova; e Associação Ágape.

3 COMENTÁRIOS

  1. Petrolina está cheio de usuários perambulando pelas ruas e cada dia chega mais. Agora me pergunte por que? Porque o poder público municipal da café da manhã, almoço,merenda é janta todos os dias,,ate eu quero.

  2. Acredito que é obrigação do poder público ajudar os que são desfavorecidos socialmente e no que diz respeito a saúde , uma vez que nunca vamos saber o dia de amanhã , reclamam de um projeto hoje e fazem parte dele amanhã , oque falta nessa cidade é empatia social não estreitamento em ações sociais públicas .

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome