Lagoa Grande: Professores fazem protesto para que prefeito esclareça uso dos recursos do Fundef

por Carlos Britto // 16 de junho de 2021 às 14:00

Um grupo de professores se mobilizou na manhã desta quarta-feira (16), no município de Lagoa Grande, Sertão do São Francisco, para cobrar do prefeito Vilmar Capellaro (MDB) o pagamento de 60% dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental (Fundef). Os manifestantes fizeram um ato pacífico em frente a um outdoor que continha as frases “Prefeito cumpra a lei”, “o dinheiro está na conta” e “60% é dos professores”. Vestidos de preto, os profissionais escolheram o dia do aniversário de 26 anos de emancipação política do município para realizar o protesto.

Os professores pedem que o gestor cumpra a lei federal, que determina que os prefeitos tenham cautela quanto ao uso dos recursos até o Tribunal de Contas da União (TCU) se manifestar a respeito do tema. Em decisão publicada no dia 5 de maio, o TCU, por meio do Acórdão 1.039/2021-Plenário, determinou que Municípios e Estados não utilizem os recursos de precatórios do extinto Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef) em pagamentos de rateios, abonos indenizatórios, passivos trabalhistas/previdenciários e remunerações ordinárias dos profissionais do magistério.

A reportagem do Blog entrou em contato com a Prefeitura de Lagoa Grande para obter um posicionamento em relação ao assunto. No entanto, a assessoria afirmou não ter ainda uma resposta do prefeito, uma vez que ele estava cumprindo os compromissos de aniversário da cidade, como hasteamento da bandeira e a missa de ação de graças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *