Justiça fará recontagem de votos para determinar sucessor de Junior Gás

por Carlos Britto // 24 de agosto de 2021 às 13:31

Foto/Arquivo Blog do Carlos Britto

A Câmara de Vereadores de Petrolina recebeu nesta terça-feira (24) a decisão judicial sobre a cassação do mandato de Junior Gás (Avante), e toda coligação (incluindo titular e suplentes) por fraude eleitoral na cota de gênero nas eleições de 2020.

Com a decisão, o parlamentar deverá deixar o cargo imediatamente. De acordo com o juiz Elder Muniz de Carvalho Souza, a ex-candidata do PSOL, Lucinha Mota, precisará aguardar os cálculos da recontagem de votos. Após isso, ainda precisará ser diplomada.

Neste caso, a decisão imediata trata-se da perda do mandato de Júnior Gás, mas em relação ao substituto, ainda será preciso aguardar a decisão do Tribunal Superior Eleitoral.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *