Justiça Eleitoral notifica Igreja Verbo da Vida e pastor se justifica

por Carlos Britto // 23 de setembro de 2022 às 11:40

Pastor Edilson Lira, líder da Igreja Verbo da Vida de Petrolina. (Foto: Reprodução Facebook)

A Igreja Verbo da Vida, em Petrolina, recebeu uma notificação sobre suposta irregularidade em propaganda eleitoral por distribuir cartilha com orientações políticas baseadas nas doutrinas da entidade. A denúncia teria sido realizada de forma anônima por meio do aplicativo Pardal.

Em defesa da congregação, o pastor que representa a igreja na cidade, Edison de Lira Vasconcelos, publicou um vídeo em seu Instagram declarando que, na mesma notificação que falava da denúncia, o juiz responsável pelo caso considerou a denúncia improcedente, por não haver provas suficientes para que a justiça impedisse os trabalhos da entidade.

“Estão tentando limitar nosso direito constitucional de nos posicionarmos. Não apoiamos pessoas, mas defendemos ideais, princípios, valores. O Brasil é laico, mas o governo não. E, nós queremos ser representados por quem defende o que acreditamos”, pontuou.

O pastor destacou que as orientações da cartilha se resguardam no direito da liberdade de expressão religiosa, garantido pela Constituição Federal. “Somos contra o aborto, contra o ensino da ideologia de gênero, contra a legalização das drogas e vamos continuar expondo e falando o que pensamos e jamais seremos impedidos de expor o que cremos”, concluiu, informando que o vídeo também era uma orientação para outros pastores sobre como agir em situações semelhantes.

Confiam o vídeo no link abaixo:

Justiça Eleitoral notifica Igreja Verbo da Vida e pastor se justifica

  1. Francisco disse:

    O nosso não, marajá da fé, o seu. Responda pelo seu voto. Deixe as pessoas votarem na forma da lei, livres. Chega desse negócio dos malafaias da vida, pretensos donos de JESUS, acharem que têm autoridade sobre o voto livre das pessoas. Sabemos que as igrejas fazem isso. Lógico que recebendo algo em troca. Não vivemos na idade média. Portanto pregador capenga, que não dá o exemplo cuide somente de seu voto. E o avião? Tá funcionando bem?

  2. Marcos disse:

    Quem passa próximo a dita igreja, percebe a estrutura, como ficou rico as custas dos fiéis, a palavra de Deus se tornou negócio, para deixar ricos iguais a este Sr, sem muito esforço.
    Será nobre pastor que espalhar mentiras é pecado?
    E o que me diz de apoiar alguém que prega ódio, violência e preconceito. Além apoiar armas.
    Vc me enoja, e de “cristãos” iguais a ti, quero passar bem longe.
    O único verbo conjugado direitinho nesta igreja é enriquecer.

  3. Cícero disse:

    Sao os lendilhões da palavra de Deus, que fazem da religião negócio.
    A estrutura da Verbo, quem passa perto se assusta, que deve conjugar direito um verbo, angariar dízimo dos fieis.

  4. Saf disse:

    Quando religiões se mistura com politica só quem ganha é esses pastores picaretas, que recebem propinas em nome de Deus, são urubus que ao invés de desenvolver seu trabalho que se diz religiosos fas exploração de seus fieis vergonhosos esses caras de pau.

  5. Defensor da liberdade disse:

    Evangélicos comprados com o perdão das dívidas das igrejas. Deveria constar isso na tal cartilha seu pastor.

  6. Parabéns Pastor , muito obrigada Deus abençoe sempre sua vida eu amei a sua dignidade e sinceramente.Amém

  7. JOSE PEDRO QUIRINO disse:

    Se essas tais igrejas que se denominam do “bem” não forem controladas, colocadas no seu quadrado, não sei o que será deste país daqui a pouco tempo.

  8. petrolinense nato disse:

    Não merece nem comentar

  9. Alice Maria Souza Castelo disse:

    Igreja VERBA da vida, esqueceram de Mateus 24:5, onde Jesus diz: “Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Messias; e enganarão a muitos”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.