Juazeiro: Órgãos municipais se reúnem para combater proliferação do Aedes Aegypti e alertam sobre punição para donos de terrenos baldios

0

Equipes da Secretaria de Meio Ambiente e Ordem Pública (Semaop) de Juazeiro (BA) realizaram ontem (5) uma reunião entre a direção de Fiscalização, Coordenação de Endemias e representantes da Vigilância Sanitária. Na pauta foram discutidas situações que envolvem casos de dengue relacionados às áreas abandonadas e também ao levantamento de novos pontos de focos do mosquito Aedes aegypti que podem estar presentes em inúmeras residências que se mantém fechadas ou abandonadas, além de demais locais que sirvam como reservatório.

Para o diretor de Fiscalização Péricles de Jesus, “é um momento de nos alinharmos para trabalharmos em parceria, isso porque a Semaop pode notificar proprietários de terrenos que estejam acumulando resíduos que, depois das chuvas, podem ser transformados em criatórios do mosquito, assim como podemos identificar os proprietários de casas abandonados e solicitar deles a abertura para que os agentes de endemias possam realizar seu trabalho, bem como a Vigilância Sanitária“, pontuou.

Os proprietários de terrenos que se encontram com entulhos estão sendo localizados e notificados, a exemplo de um terreno no bairro Dom José Rodrigues. O responsável foi autuado em R$ 5 mil e agora, além de pagar a multa, terá que retirar todo o entulho depositado no ambiente e colocá-lo em local adequado que não possa acumular água.

Avaliação

A coordenadora de endemias Núbia Azevedo avaliou como positivo o encontro. “Gostei muito de ter sido convidada para essa reunião. Realizando um trabalho em conjunto com a vigilância e a Semaop, vamos identificar e eliminarmos esses possíveis focos existentes pela cidade. Claro que é importante a participação da população mantendo os locais sem água parada“, explicou.

As denúncias na Semaop podem ser realizadas pelo telefone (74) 3612-3574. (foto/divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

quatro × quatro =