João Lyra e Dilma: Diplomacia sem margem a contestações

0

joão lyra e dilmaSe o pré-candidato a presidente da República, Eduardo Campos (PSB), esperava uma postura do atual governador de Pernambuco, João Lyra Neto (PSB), mais próxima à dele em relação ao governo federal, não é bem isso que está acontecendo. Muito pelo contrário.

João Lyra vem fazendo uma política da “boa vizinhança” com a presidente Dilma Rousseff (PT), que deverá ser a adversária de Eduardo nas eleições de outubro, quando tentará a reeleição.

Até o final deste mês o governador deve ter um encontro em Brasília com Dilma, após a visita desta a Pernambuco no início desta semana. Segundo o Jornal do Commercio desta sexta (18), a pauta deverá ser focada no Plano de Ajuste Fiscal (PAF) do Estado, que norteará a gestão sobre os investimentos que poderão ser feitos até o final do ano, quando se encerrará o governo de nove meses do socialista.

Mas se a cúpula do PSB vê essa diplomacia com olhos atravessados, só se tiver a certeza de que João Lyra está agindo assim para devolver o fato de não ter sido indicado por Eduardo para disputar sua sucessão em Pernambuco. Porque, caso contrário, não pode dizer nada. Na condição de governador, João Lyra está cumprindo à risca todos os desígnios do cargo, dos quais não cabe espaço para políticas eleitoreiras de ocasião. (Foto: JC Online)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome