Israel alerta palestinos sobre novos ataques na Faixa de Gaza

por Carlos Britto // 10 de janeiro de 2009 às 22:30

Após as Forças Armadas israelenses terem voltado a intensificar os ataques aéreos sobre a Faixa de Gaza, realizando mais de 40 bombardeios somente durante esta madrugada, Israel passou a advertir os palestinos que moram na região de que deverá ampliar sua ação militar. Segundo informações da agência de notícias britânica BBC, o aviso israelense à população foi feito por meio de panfletos lançados sobre Gaza e de mensagens telefônicas.

Israel alerta palestinos sobre novos ataques na Faixa de Gaza

  1. Marcelo Castro disse:

    Prezado Carlos,

    Há uma imprecisão na abordagem de grande parte da mídia ao abordar o massacre que se perpetra contra a população palestina em Gaza. Repete-se exaustivamente que o ataque de Israel é apenas para se denfeder.

    Neste endereço (http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/carter-uma-guerra-desnecessaria/), o ex-presidente dos Estados Unidos Jimmy Carter afirma que o “cessar-fogo frágil foi parcialmente rompido em 4 de novembro, quando Israel lançou um ataque em Gaza para destruir um túnel defensivo que estava sendo cavado pelo Hamas dentro do muro que cerca Gaza”.

    Um jornalista inglês, Robert Fisk, que escreve para o jornal The Independent e tido como um dos maiores especialistas em Oriente Médio na imprensa ocidental, afirma que “O cessar-fogo foi rompido por Israel, primeiro dia 4/11; quando bombardeou e matou seis palestinenses em Gaza e, depois, outra vez, dia 17/11, quando outra vez bombardeou e matou mais quatro palestinos” (http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=15468).

    Esta é uma informação importante que a mídia brasileira, em geral, tem passado ao largo e faz coberturas que parecem querer justificar com essa enfoque de reação à estupidez do Hamas as iniquidades contra o povo palestino.

    Neste endereço (
    http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=15473&editoria_id=6) há um artigo onde o autor reune as expressões que os jornais tidos como “conservadores” ou “sóbrios da Europa e dos Estados Unidos estão usando para qualificar o que acontece em Gaza.

    São texto que podem interessar aos teus leitores.
    Grande abraço e parabéns…

  2. Renato disse:

    Todos os textos são de notórios antissemitas. Se alguém quiser aprender algo de verdade sobre a região NÃO leia artigos de esquerdistas doentes. Terei o maior prazer em indicar farta bibliografia para entender o assunto de verdade. Apenas como introdução é muito esclarecedor essa publicação a seguir:
    http://www.jewishvirtuallibrary.org/jsource/myths/portuguese.pdf

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.