Integrantes do MST ocupam sede do Incra em Petrolina

3

IMG-20150922-WA0006Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) ocuparam ontem (22) a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), na Avenida da Integração, em Petrolina. Os agricultores familiares reivindicam vistorias, desapropriações e arrecadações de áreas para fins de Reforma Agrária.

Insatisfeitos com a morosidade da execução de serviços por parte do órgão federal, as famílias tentam garantir agilidade na execução e na liberação de serviços importantes para as famílias acampadas e assentadas, tal como a emissão de DAP, que é a Declaração de Aptidão do Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento à Agricultura Familiar) utilizada como instrumento de identificação do agricultor familiar para acessar políticas públicas governamentais.

Os Sem Terra também exigem a estruturação de um plano para áreas de Reforma Agrária que garanta a infraestrutura dos assentamentos, como construção e reforma de estradas, pré-parcelamento das áreas desapropriadas, poços artesianos e liberação de créditos para as famílias.

Além disso, cobram mudanças na execução de serviços de assistência técnica, uma ampla avaliação do atual modelo de Assistência Técnica Rural (ATER) e mudanças que garantam a cooperação e a produção de alimentos saudáveis, respeitando e garantindo a participação das organizações das famílias assentadas e a ampliação de programas para a agroindustrialização e comercialização dos alimentos produzidos. (foto/divulgação)

3 COMENTÁRIOS

  1. Receita infalível para acabar com qualquer ocupação do MST, MSTST, CUT, UNE e outros pelegos socialistas inúteis e financiados pelo PT: JOGA UMA DEZENA DE CARTEIRAS DE TRABALHO, QUE FOGE TODO MUNDO!!!

  2. kkkkkk. Verdade. Pode ir lá que tem cachaça, muita fumaça de cigarro e vagabundagem. É nessas horas que a ditadura faz falta. Acredito que a vontade dos funcionários do INCRA é um fuzilamento. kkkkkkk

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome