Integrantes do Movimento ‘PE-630’ conseguem apoio do senador FBC pela pavimentação da rodovia

0

Integrantes do Movimento ‘PE-630’ conseguiram o reforço de mais uma importante liderança política na luta pela pavimentação asfáltica da rodovia. Eles estiveram reunidos, na tarde de ontem (25), com o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), em seu escritório em Petrolina, para lhe entregar um documento oriundo das três audiências populares já realizadas sobre o assunto.

De acordo com o coordenador geral do Conselho Popular de Petrolina (CPP), Rosalvo Antonio, o senador comprometeu-se em liberar sua emenda de bancada deste ano para a PE-630.

Além de FBC, Rosalvo informou que o movimento já manteve contato com outros políticos pernambucanos, a exemplo do deputado federal Adalberto Cavalcanti (AVANTE), que também assumiu o compromisso de destinar emenda, a exemplo de Gonzaga Patriota (PSB), que chegou até a fazer um pronunciamento sobre a rodovia na tribuna da Câmara. Outro que garantiu priorizar emenda de R$ 300 mil à rodovia foi o deputado estadual Odacy Amorim. O senador Humberto Costa também se comprometeu a alocar recursos da União em prol do movimento.

Aliado às promessas das forças políticas, Rosalvo avalia positivamente o engajamento de representantes da sociedade civil a cada audiência já realizada desde o ano passado nos municípios beneficiados pela rodovia. A primeira foi em Santa Filomena (no Araripe) e a segunda em Dormentes (no São Francisco), ambas no passado; a terceira aconteceu em Trindade (também no Araripe), no início deste mês.

Silêncio

O único ainda que mantém o silêncio sobre o assunto, segundo Rosalvo, é o governador Paulo Câmara (PSB). Na mais recente visita dele ao Sertão pernambucano, em Araripina, no começo de janeiro, representantes do movimento entregaram ao socialista um documento com o balanço das duas primeiras audiências. Rosalvo também ressalta que vários ofícios já foram enviados ao Campo das Princesas.

O presidente do CPP ainda espera que Paulo receba integrantes da comissão do movimento, mas até o momento o governador não sinalizou com essa intenção. Rosalvo lamenta o posicionamento.

Por isso a gente tem dito que o governo está cego, surdo e louco. Cego porque não está vendo a importância da PE-630 para o desenvolvimento da nossa região. O escoamento do gesso, da cerâmica, da caprinovinocultura, da fruticultura, além dos eventos culturais e religiosos, que são bastante positivos para os municípios por onde essas PE passa, além de diminuir distâncias. Surdo, porque não está ouvindo, apesar de ter recebido nosso documento, as vozes do Sertão do São Francisco e do Araripe, e ele não agendou ainda essa audiência. Inclusive ele chegou a colocar isso no plano de trabalho dele, e não deu consecução a esse projeto. E louco porque ele prometeu, mas virou as costas para o Sertão. Não está cumprindo com sua promessa. Como ele quer ser governador mais uma vez, se nem um projeto ele coloca em pauta e ouve as pessoas dessa região?”, alfinetou.

Rosalvo voltou a ressaltar que, caso não haja um resultado satisfatório junto ao Estado, o movimento dará início a um projeto de iniciativa popular para ser encaminhado à Assembleia Legislativa (Alepe). Essa iniciativa passaria por assinaturas nos municípios cortados pela PE-630 e também pelas mídias sociais. Ao todo a rodovia atende seis municípios, entre os Sertões do São Francisco e Araripe: Petrolina, Afrânio, Dormentes, Santa Filomena, Ouricuri e Trindade. A próxima audiência popular será realizada no dia 18 de fevereiro, às 9h, no Povoado de Barra de São Pedro, em Ouricuri.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

doze + 6 =