Inscrições para simpósio que vai discutir em Petrolina ações integradas de combate à leishmaniose terminam na próxima segunda

0
Mosquito palha é o transmissão da Leishmaniose. (Foto: Reprodução)

Continuam abertas até a próxima segunda-feira (24) as inscrições para o 1º Simpósio de Leishmaniose Visceral, evento coordenado pela  Secretaria de Saúde de Petrolina e que acontecerá na próxima quarta-feira (26), das 8h às 12h, no auditório da Biblioteca da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). O evento é voltado a profissionais que atuam na área de saúde pública.

Estão sendo disponibilizadas 200 vagas. O encontro tem como objetivo discutir inúmeros aspectos deste agravo com profissionais de saúde e acadêmicos. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas acessando aqui. A programação inclui, entre outras ações, palestras sobre o Perfil Epidemiológico da Leishmaniose Visceral no município de Petrolina.

Doença

A Leishmaniose Visceral é uma doença infecciosa sistêmica, caracterizada por febre de longa duração, aumento do fígado e baço, perda de peso, fraqueza, redução da força muscular, anemia e outras manifestações. É uma zoonose de evolução crônica, com acometimento sistêmico e, se não tratada, pode levar a óbito até 90% dos casos. A transmissão acontece quando fêmeas do inseto transmissor picam cães ou outros animais, e depois picam o homem, transmitindo o protozoário Leishmania chagasi.

O agente transmissor é um inseto conhecido popularmente como mosquito palha, asa-dura, tatuquiras, birigui – entre outras denominações populares. Esses insetos são pequenos e têm como características a coloração amarelada ou de cor palha. Em posição de repouso, suas asas permanecem eretas e semiabertas. Apesar de grave, a Leishmaniose Visceral tem tratamento para os humanos, é gratuito e está disponível na rede de serviços do Sistema Único de Saúde (SUS).

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome